Publicidade
POLÍTICA

“Vou reabrir o Restaurante Popular e concluir o Shopping Popular”, diz Wladimir

Em entrevistas concedidas durante esta segunda-feira (30/11), o prefeito eleito de Campos, Wladimir Garotinho (PSD), informou um pouco sobre as primeiras ações do seu governo, que inicia em 1º de janeiro de 2021.

Wladimir informou que já enviou um ofício ao atual prefeito, Rafael Diniz, solicitando o início do processo de transição. Ele disse que vai começar a transição pela Saúde, até mesmo pela pandemia, que exige medidas urgentes. Como Wladimir já informou mais cedo, a equipe de transição da saúde será liderada pelo vice-prefeito Frederico Paes, que terá auxílio técnico dos médicos, e ex-secretários de Saúde de Campos, Paulo Hirano e Geraldo Venâncio.

Outra informação passada por Wladimir, é que logo nos primeiros meses de governo, o Restaurante Popular será reaberto. “Meu amigo, deputado Bruno Dauaire, será nomeado amanhã, secretário de Assistência do Estado e nós já estamos preparando um convênio com o Governo do Estado, para o funcionamento do restaurante”, garantiu Wladimir. Questionado sobre os recursos para manter o local, Wladimir afirmou: “O custo pra manter um restaurante popular é irrisório em comparação ao bem social que ele causa”, disse.

Na sexta-feira (04/12), o reitor da Universidade Federal Fluminense (UFF) estará em Campos para dar início à obra da Universidade. “Eu como deputado federal, fui o grande articulador de uma emenda de bancada, a obra já foi licitada, já tem empresa e as obras da UFF serão reiniciadas. Serão R$ 45 milhões de reais, aquecendo a construção civil local, só essa obra deve gerar três mil empregos”, disse o prefeito eleito. Os alunos da UFF estudam há anos dentro de contêineres.

“Nós precisamos trazer empregos para a população, meu vice-prefeito, Frederico, é presidente da Coagro e ano que vem vai abrir a usina Paraíso, em Tócos, São mais empregos na Baixada Campista”, contou Wladimir.

Sobre a agricultura, o prefeito eleito disse que além do produtor rural precisar de fomento para a produção, ele necessita de uma central de distribuição dos produtos. “Nós estamos conversando sobre isso desde o início da campanha, a produção precisa ser escoada, nós vamos criar a central de distribuição, no antigo Ceasa”.

Shopping Popular

A conclusão da obra do Shopping Popular Michel Haddad é uma solicitação não só dos comerciantes, mas também da população que gosta de frequentar o local. Wladimir disse q2ue vai concluir a obra já no início do governo. “O Shopping Popular é um equipamento público que ativa toda a economia do Centro, que se integra ao Mercado Municipal e faz girar a economia no Centro. Eu sou deputado federal até o fim do ano e eu vou colocar uma emenda para concluir essa obra. Nós vamos entregar o shopping popular no primeiro ano de governo”, afirmou Wladimir.

Transporte Coletivo

O transporte é um capítulo à parte em Campos, e tem sido grande motivo de descontentamento da população. “Nós vamos acabar com terminais de integração e vamos criar linhas diretas para o Centro”.
“Campos tem uma extensão territorial muito grande, então o custo operacional das empresas é grande. Mas o que não pode é uma passagem de Santo Eduardo para o centro custar R$16. Quem vai poder vir para o Centro? A pessoa que mora no Farol paga R$8 reais de passagem”.

“Nós vamos criar um cartão municipal, administrado pelo próprio IMTT, para uma passagem social, eu não prometi passagem a R$1 real, mas vamos criar uma passagem social, que as pessoas possam pagar”, promete Wladimir, informando que vai tirar o Anda Campos, que tem taxa de administração.

Governo do Estado

Wladimir informou que já marcou agenda com o governador em exercício Cláudio Castro para resolver questões urgentes para o município. Ele afirmou que inclusive, já vem conversando com o Estado para referenciar o Hospital Ferreira Machado, para que receba as verbas corretamente, já que o hospital já opera como de referência, mas não recebe por isso.

Fonte: Ururau


Publicidade

Anterior

Unidade do Detran fecha em Campos após funcionários testarem positivo para Covid-19

Seguinte

ACIC acredita que fase amarela vai prejudicar o comércio campista