Publicidade
DNews

Vans vão rodar até sexta e frota de ônibus será reforçada a partir de sábado em Campos, no RJ

A escolha das linhas entre os habilitados e classificados, bem como o sorteio para o desempate para distribuição das linhas alimentadoras de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, foram realizados nesta segunda-feira (8). O Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT) recebeu os 272 habilitados e classificados para escolha das linhas alimentadores do novo sistema de transporte coletivo.

Segundo a Prefeitura, o novo modelo de transporte alimentador inicia gradativamente à medida que os veículos dos habilitados são apresentados, cadastrados e adesivados. Uma vez finalizada a licitação

O transporte alimentador vai operar em 60 linhas distritais de Campos. Dentro da área urbana delimitada no edital, irão atuar apenas os ônibus.

Enquanto os veículos alimentadores não passam pela apresentação e adesivagem, ônibus irão fazer as linhas distritais em apoio aos permissionários. Pelo edital, os ônibus irão operar em caráter transitório nas linhas distritais e, nesta transição, o serviço alimentador oferecerá uma alternativa aos passageiros, com intervalos mais curtos.

Todos os veículos, ônibus ou alimentadores, serão monitorados por GPS para garantir que horários e trajetos sejam cumpridos.

A população também terá acesso ao monitoramento via GPS dos veículos do transporte público, através do aplicativo de celular Mobi Campos, que será lançado na sexta.

O sistema de bilhetagem eletrônica através de um cartão com créditos também permitirá que os passageiros dos veículos alimentadores façam o trajeto que desejam, embarcando em ônibus nas seis áreas de integração, dentro de um período de tempo estipulado para cada linha, pagando apenas uma passagem.

“Como previsto, a distribuição das linhas foi tranquila e todo o processo transcorreu de forma transparente. Nos próximos dias, vamos caminhar com a homologação da licitação e a previsão é de que ainda nesta semana, iniciemos a assinatura dos contratos”, ressaltou o Presidente do IMTT, Felipe Quintanilha.

Quintanilha também enfatizou que o período de transição é essencial.

“As vans que saírem da área central precisam trocar os adesivos e os permissionários motoristas auxiliares e devem estar devidamente uniformizados, além de ter que instalar os GPS nos veículos. Vale ressaltar que, para este período transitório, elaboramos um plano de retomada junto ao Ministério Público e as empresas de ônibus, onde estas retomam uma quantidade de ônibus maior do que as existentes atualmente, para suprir a demanda até que as vans e micros comecem a atuar em suas devidas linhas”, disse.

, o sistema alternativo encerra suas atividades e as vans atuais rodam até sexta-feira (12). A partir do sábado (13), a frota de ônibus será reforçada para o transporte da população durante os dias de transição, tempo que os licitantes assinarão contrato, apresentarão os veículos e iniciarão no sistema alimentador.

O processo de licitação foi iniciado no final de abril e os 272 habilitados já atendem ao número de permissões previstas no edital, 235, e parte do cadastro reserva de 30%.

Os 112 licitantes que tiveram 100 pontos tiveram prioridade na escolha das linhas. Em seguida, foram sorteados os demais empates em ordem decrescente de pontuação. Para garantir a continuidade da transparência em todo o processo licitatório, os nomes dos habilitados foram depositados pelos próprios na urna e a retirada dos nomes foi feita por licitantes voluntários.

Fonte : G1


Clique aqui e confira mais ofertas

Publicidade

Anterior

Pacientes denunciam falta de medicamentos em unidade de saúde em Campos, no RJ

Seguinte

Viatura da PM capota em acidente com carro no Centro de Campos,