Publicidade
REGIONALSAÚDE

Vacinação de gestantes e puérperas sem comorbidades com 25 anos ou mais

A Secretaria de Saúde ampliou mais uma vez a faixa etária das gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto) sem comorbidades para vacinação contra a Covid-19. Nesta quarta-feira (23) recebem a primeira dose da CoronaVac aquelas com 25 anos ou mais. Também está mantida a aplicação da 1ª e 2ª doses da CoronaVac para as grávidas de alto riso e puérperas com comorbidades. A vacinação será através de distribuição de senha e acontecerá das 9h às 15h.
“Estamos vacinado as gestantes e puérperas sem comorbidades e, assim que chegar novas doses do imunizante, estaremos ampliando para lactantes também sem comorbidades”, explica o diretor de Atenção Básica, Rodrigo Carneiro.
Para receber a vacina, as gestantes sem comorbidades devem apresentar um encaminhamento do médico obstetra com quem faz o acompanhamento de rotina solicitando a vacina, a carteira de identidade, CPF, comprovante de residência e o cartão pré-natal.
As puérperas sem comorbidades não precisam de encaminhamento ou laudo, mas a vacinação está condicionada a apresentação dos documentos de identidade, CPF e comprovante de residência.
As gestantes e puérperas com comorbidades, com idade acima de 18 anos, que já estão sendo imunizadas desde o mês de maio, também devem comparecer aos locais de vacinação para fazer a 1ª e 2ª dose. A aplicação da 1ª dose será mediante apresentação de um laudo do médico com quem faz o acompanhamento de rotina, a carteira de identidade, CPF, comprovante de residência e o cartão pré-natal.
Para receber 2ª dose da vacina, esse grupo deve apresentar a carteira de identidade, CPF, cartão pré-natal e o comprovante da 1ª dose.
ORIENTAÇÃO – A nota técnica do Ministério da Saúde orienta que a gestante que tomou a 1ª dose da AstraZeneca deve dar à luz, esperar passar os 45 dias de puerpério para tomar a 2ª dose do mesmo imunizante. Já as puérperas pedem ser observado o intervalo de 4 a 12 semanas e também tomar a segunda dose.
LOCAIS DE VACINAÇÃO:
Prédio Anexo ao Hospital Planadores de Cana (antigo CRDI)
Centro de Referência e Tratamento da Mulher (CRTM)
Drive Guarus Plaza Shopping
FONTE: COMUNICAÇÃO PMCG

Publicidade

Anterior

Oxford testa ivermectina como possível tratamento para covid-19

Seguinte

Novo lote com 300 mil doses da vacina da Janssen chega ao Brasil