Publicidade
SAÚDE

Vacina de Oxford pode ser 80% eficaz com intervalo de 3 meses entre as doses

A vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com a farmacêutica AstraZeneca pode ser 80% eficaz quando há um intervalo de três meses entre a aplicação das doses, disse um funcionário envolvido na aprovação do imunizante no Reino Unido. Segundo ele, ainda não há evidências suficientes para apoiar um regime de meia dose.

“A eficácia foi alta, de até 80% quando havia um intervalo de três meses entre a primeira e a segunda dose, o que é o motivo de nossa recomendação”, afirmou Munir Pirmohamed, presidente da Comissão do Grupo de Trabalho de Especialistas em Medicamentos Humanos para vacinas da Covid-19, nesta quarta-feira (30).

“Também analisamos o regime de meia dose, que foi amplamente divulgado, mas sentimos que os resultados não foram confirmados pela análise completa”, disse ele em uma entrevista coletiva na qual a Agência Reguladora de Medicamentos e Produtos de Saúde do Reino Unido (MHRA) apresentou a decisão.

Também nesta quarta, o Reino Unido se tornou o primeiro país do mundo a aprovar a vacina da Universidade de Oxford. A aprovação ocorre enquanto o país luta contra uma grande onda de Covid-19 causada por uma nova variante do vírus altamente contagiosa.

Fonte: CNN BRASIL


Publicidade

Anterior

Ministério da Saúde: vacinação poderá começar em 20 de janeiro

Seguinte

Seguro Dpvat não será cobrado em 2021