Publicidade
DNews

União Europeia fechará suas fronteiras por 30 dias para não residentes

Pela primeira vez na história, a União Europeia (UE) anunciou nesta terça-feira o fechamento das suas fronteiras por 30 dias, numa tentativa de conter o avanço do novo coronavírus no continente, considerado o novo epicentro da pandemia. Todas as viagens entre os 27 países do bloco estão suspensas, assim como a entrada de não residentes, com “pequenas exceções”. A medida já entra em vigor nesta terça-feira e também afeta o Reino Unido — que recentemente abandonou a UE.

A medida foi anunciada pela chanceler federal alemã, Angela Merkel, após uma videoconferência de cerca de três horas entre os líderes do bloco, que concordaram em adotar uma decisão coordenada para restringir viagens não essenciais. Na semana passada, diversos países europeus já haviam anunciado, por conta própria, o fechamento das fronteiras como forma de conter a disseminação da doença.

Segundo Merkel, o bloco coordenará retorno dos cidadãos europeus ao continente.

Em entrevista coletiva, a presidente da Comissão Européia, Ursula von der Leyen, disse que caberá aos países europeus implementar o fechamento para cidadãos de países terceiros.

— O inimigo é o vírus e agora temos que fazer o possível para proteger nosso povo e proteger nossas economias — disse. — Estamos prontos para fazer tudo o que for necessário. Não hesitaremos em tomar medidas adicionais à medida que a situação evoluir.

Na semana passada, a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou que a Europa é o novo epicentro da epidemia. Entre os 10 países que mais registram infectados, seis estão no continente: Itália, Espanha, Alemanha, França, Suíça e Reino Unido.

Mais cedo, o encarregado de Europa na OMS pediu as “medidas mais ousadas possíveis” para conter a pandemia e países como França, Itália e Espanha colocaram policiais nas ruas para implementar as medidas de confinamento doméstico.

—  Todos os países, sem exceção, devem tomar as medidas mais ousadas possíveis para interromper ou conter a ameaça do vírus.  Cada país é diferente, por isso as  respostas devem ser ajustadas às realidades nacionais — disse Hans Kluge, chefe da seção europeia da OMS.

Na Espanha, onde os 47 milhões de habitantes do país estão sob uma interdição parcial desde a noite de sábado, mais de 1 mil soldados foram mobilizados em 14 cidades para ajudar a cumprir a ordem, orientando as pessoas a irem para casa a menos que tenham um bom motivo para estar na rua. O país registrou, nas últimas 24 horas, 183 novas mortes.

Fonte: O GLOBO


Publicidade

Anterior

Covid 19:Sobe para 290 casos confirmados; suspeitos aumentam quase 4x

Seguinte

Sen Perfect Essays and Paper An Dissertation Editor to Take Care of Your Research