Publicidade
SAÚDE

Sputnik V: Saúde e empresa aguardam aval da Anvisa para compra 10 mi de doses

Segundo o presidente da União Química, Fernando Marques, o contrato entre a farmacêutica e o Ministério da Saúde para a aquisição de 10 milhões de doses da vacina Sputnik V só será formalizado se a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) conceder a autorização para uso emergencial.

Fernando Marques afirmou, depois de reunião com o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco, em Brasília, nesta sexta-feira (5), que os termos do contrato com preços e cronograma de fornecimento devem ser finalizados entre as próximas segunda-feira (8) e terça-feira (9). “Em função do custo do frete, vamos formalizar mais para frente”, completou.

O processo da Sputnik V na Anvisa começou ainda em 2020, no final do ano, para a realização dos testes em humanos, a importação do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), a produção nacional e o uso emergencial. Nada andou porque a agência disse à União Química que faltavam documentos básicos.

Contato com a Anvisa

Também nesta sexta-feira, representantes da União Química entraram em contato com a Anvisa para tratar detalhes do andamento do processo, na expectativa de atender às exigências da agência para a aprovação do uso emergencial.

Fonte: CNN BRASIL


Publicidade

Anterior

Novo decreto oficializa retorno da barreira sanitária a SJB

Seguinte

Barril de petróleo Brent supera US$ 60 e atinge maior cotação em mais de 1 ano