Publicidade
POLÍTICAREGIONALSAÚDE

Secretarias de Agricultura e Segurança Pública orientam sobre Covid-19

Como forma de prevenir e conscientizar sobre o contágio da Covid-19, a Prefeitura de Campos, através da Secretaria Municipal de Agricultura e Segurança Pública fizeram entrega de cartazes e orientações sobre a prevenção da Covid-19 para os feirantes do município.
O secretário de Agricultura, Almy Júnior Cordeiro, e o secretário de Segurança Pública, Alonsimar Oliveira, estiveram na Feira da Roça, na Praça da República, fazendo entrega do material didático, conscientizando os feirantes com recomendações sobre prevenção a Covid-19. Na oportunidade conversaram com o presidente da Associação dos Produtores Rurais da Feira da Roça, Jurandir Pereira.
“Estamos procurando melhorar as condições de trabalho dos feirantes, organizar o trânsito local juntamente com a Guarda Civil Municipal (GCM), tentar ampliar os espaços para estacionamento, melhorar o ordenamento das vans através do Instituto Municipal de Trânsito e Transporte, espaçar melhor as feiras e tentar viabilizar com a Secretaria de Serviços Públicos a limpeza do local”, destacou o secretário de Agricultura.
O secretário de Segurança Pública, Alonsimar Oliveira, reforçou as orientações e falou sobre a importância de ouvir a comunidade.
“Queremos ouvir a população em todos os locais aos quais estamos passando, segundo as diretrizes do prefeito Wladimir Garotinho. Pedimos que cada um faça a sua parte, usem máscaras, evite aglomerações e higienize as mãos com álcool ou água e sabão, mantenha distância de 2 metros entre as pessoas”, orientou.
A Feira da Roça é um programa da Agricultura e funciona de terça a sábado, em dias diferenciados nos locais: Praça da República, Parque Tamandaré, Praça do IPS, Turfe Clube, Jardim Carioca, Praça do Rosário, Praça do Imperial, Praça do Flamboyant.
Fonte: Comunicação PMCG

Publicidade

Anterior

Cinco mil e 400 profissionais da linha de frente da Covid-19 serão vacinados

Seguinte

Índia libera exportação da vacina de Oxford para o Brasil, diz agência Reuters