Publicidade
BRASIL

Resultado do Enem é divulgado nesta sexta-feira

A divulgação dos resultados do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem), que será realizada nesta sexta-feira, é um suspiro de alívio para estudantes, professores e para o próprio governo. Não faltaram polêmicas, da falência da fábrica que imprimia as provas aos planos de autoridades de retirarem conteúdos “ideológicos” do exame.

No fim das contas, a prova, que teve 5.095.388 de candidatos inscritos, gerou pouca controvérsia — entre os poucos itens que chamaram atenção estava a ausência de questões sobre a ditadura militar.

A proposta de redação provocou surpresas. O tema escolhido foi a “democratização do ensino ao cinema no Brasil”, definido pelos professores como mais fácil e abrangente do que nos anos anteriores da prova.

Elaine Antunes, professora de Língua Portuguesa e idealizadora do Projeto Escreva, destaca que a nota de redação do candidato é usada como critério de desempate em programas de acesso ao ensino superior.

— Nas questões objetivas, o desempenho do candidato é comparado aos dos demais, e a redação acaba sendo a única parte do concurso em que o candidato depende exclusivamente dele mesmo, de seu repertório adquirido ao longo de sua formação — ressalta.

Elaine assinala que as diferentes provas — Ciências da Natureza, Linguagens, Humanas, Matemática e Redação — podem receber pesos diferentes de acordo com cada instituição. Em alguns cursos, a porta de entrada só está aberta para quem teve desempenho excelente na redação — caso, por exemplo, de Medicina na UFRJ.

— O tipo de texto exigido pela banca do Enem, dissertativo-argumentativo, será utilizado pelo futuro estudante universitário. Assim, é importante avaliar sua capacidade de apresentar tese, argumento e solucionar temas relevantes para a sociedade — explica a professora.

 É uma resolução. Não pode vender da usina para o posto de combustível. Por que isso? Tem que ter um intermediário no caminho, um distribuidor. Estamos trabalhando nesse sentido. Conversei com Rodrigo Maia a este respeito. Não conversei com o Davi Alcolumbre ainda. Eles são os donos da pauta lá e,  se Deus quiser, a gente vai romper essa barreira lá – disse.

Fonte: O GLOBO


Publicidade

Anterior

Idoso é o 3º morto por suspeita de intoxicação ligada a cerveja em BH

Seguinte

Veja empregos que mais criaram e que mais perderam vagas com carteira assinada em 2019