Publicidade
DNewsREGIONAL

Primeiro exame de idoso morto em Niterói dá positivo para coronavírus, diz prefeito

Um primeiro exame acusou a presença do novo coronavírus no idoso de 69 anos morto na terça-feira (17) em Niterói, na Região Metropolitana do Rio.

A informação foi dada pelo prefeito Rodrigo Neves no Bom Dia Rio desta quinta (19).

O homem morreu no Hospital Icaraí, uma unidade particular, por choque séptico e pneumonia. Segundo o hospital, um enteado dele, que não foi atendido no local, veio de Nova York (EUA), com teste positivo, com quadro iniciado no dia 11 de março.

“O paciente, além da idade, possuía comorbidades que o colocaram no grupo de risco”, diz a unidade.

Ainda segundo o hospital, “o quadro do paciente evoluiu com insuficiência respiratória aguda, sendo imediatamente submetido à entubação orotraqueal e colocado em ventilação mecânica. Ele veio a óbito às 19h08 desta terça-feira (17)”.

A Fundação Municipal de Saúde de Niterói informou que foram confirmados 6 casos de doença pelo novo coronavírus em residentes do município. Todos os pacientes realizaram viagem ao exterior, estão em isolamento domiciliar e sendo acompanhados.

Orla de Niterói fechada

O acesso às praias da Região Oceânica e de Niterói, na Região Metropolitana do Rio, começou a ser bloqueado nesta quinta, segundo anúncio feito pela prefeitura e decretado pelo prefeito Rodrigo Neves.

De acordo com a medida — que vai estar em vigor até o dia 6 de abril e também se aplica às praças públicas da cidade –, fica ‘proibida a permanência nas praias da Região Oceânica e da Baía de Guanabara, bem como nas praças públicas de Niterói’.

O decreto também determina aplicação de penas aqueles que não respeitarem as ordens. Segundo a delegada titular da 77ª DP (Icaraí), quem descumprir as medidas pode ser levado para a delegacia.

Fonte: G1


Publicidade

Anterior

Coronavírus: empresas poderão cortar jornadas e salários pela metade

Seguinte

Confinamento e quarentena deverão ser prorrogados na França e na Itália