Publicidade
DNews

Prefeitura de Campos anuncia o fim da Passagem Social já a partir de segunda-feira (2)

Cidadão que paga R$ 1 em qualquer parte do município, passará a pagar o valor total da tarifa Foto: PMCG – Arquivo

Os boatos que circulavam nas redes sociais especulando a possibilidade do fim da Passagem Social a R$ 1 real no município de Campos, implantado no governo da ex-prefeita Rosinha Garotinho, foram confirmados na noite desta sexta-feira (29), às 19h33, no site oficial da prefeitura (www.campos.rj.gov.br), por meio de comunicado oficial determinado pelo prefeito Rafael Diniz, informando que todos os usuários do sistema de transporte coletivo passarão a pagar R$ 2,75, já a partir da próxima segunda-feira (2).

O Programa Cartão Campos Cidadão, que garante a passagem a R$ 1, beneficia mais de 300 mil usuários em todo o município, com a prefeitura subsidiando a diferença para que o usuário continue pagando R$ 1 pela passagem, diante da importância dessa economia para o trabalhador. O município de Campos tem cerca de quatro mil quilômetros quadrados e todo cidadão paga tarifa única de R$ 1 real, independente da região que resida.

Embora tenha defendido nas entrevistas que concedeu ainda quando candidato a prefeito, que manteria a passagem a R$ 1, por “achar bom”, conforme declarou ao jornal Terceira Via, em 15 de agosto de 2016, a nota publicada pela prefeitura justifica o reajuste devido aos “altos investimentos nos últimos anos no transporte coletivo que não resultou em qualidade para a população, nem um transporte pensado de maneira organizada que pudesse trazer benefícios para os usuários”. Por isso, “neste momento, é preciso reavaliar e repensar todo o sistema do transporte público de Campos, buscando a eficiência entre todos os modais”.

Segundo nota do município, reajuste é para “garantir um transporte público de qualidade para toda a população” Foto: Reprodução

A nota diz ainda que uma equipe de apoio técnico “vem trabalhando para redesenhar as linhas, itinerários e horários dos ônibus e do transporte alternativo”, visando “qualidade e eficiência”.

Para que tudo isso seja implantado, a nota termina esclarecendo aos usuários do transporte coletivo, que o município “vai rever os valores das tarifas e avaliar se a tarifa única é de fato a melhor saída”. Ou seja, ainda não é definitivo, mas muitos voltarão a custear o valor total das tarifas praticadas em todo o município, seja morador do Farol de São Thomé ou de Santa Maria de Campos.

“Por isso, neste momento vamos suspender o programa Campos Cidadão, cadastrar todas as gratuidades para uso do sistema de bilhetagem eletrônica e intensificar o combate ao transporte irregular. Todas as ações visam garantir um transporte público de qualidade para toda a população”.

Quem mora nos distritos afastados da área urbana, voltará a pagar entre R$ 3 e R$ 13 para se deslocar até o Centro de Campos.

Com Ascom – PMCG  Fotos: Arquivo/Reprodução

 


Publicidade

Anterior

São Francisco de Itabapoana vai decretar estado de emergência devido à seca

Seguinte

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio acumulado de cerca de R$ 47 milhões