Publicidade
ECONOMIAREGIONAL

Prefeito Wladimir Garotinho recebe dirigentes da CDL, Carjopa e Acic

No final da tarde desta segunda-feira (11), o prefeito Wladimir Garotinho recebeu os dirigentes das entidades do setor produtivo, que agradeceram “pelo diálogo aberto e pela demonstração de boa vontade e empenho em fazer a economia de Campos voltar a crescer”.
Os dirigentes aprovaram o retorno da circulação das vans até o Centro e apresentaram sugestão de estender mais um ponto de van na área central. O prefeito ouviu e encaminhou a proposta para análise do IMTT (Instituto Municipal de Trânsito e Transportes) para verificar a viabilidade, caso não afete a mobilidade urbana na área central.
Numa conversa propositiva, o prefeito conversou com Leonardo Castro de Abreu, presidente da ACIC (Associação Comercial e Industrial de Campos);  Norival Manhães, presidente da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas); e Expedito Coleto, presidente da Carjopa (Associação dos Comerciantes e Amigos da Rua João Pessoa e Adjacências). Os dirigentes sugeriram distribuir mais um ponto de vans na avenida  7 de Setembro entre a Rua dos Andradas e Rua Marechal Floriano para movimentar o comércio naquele setor.
“Nossa proposta de voltar o antigo ponto na avenida 7 de Setembro visa atender antigo anseio das empresas, dos  usuários do transporte, principalmente trabalhadores do comércio e escritórios. Estamos satisfeitos, porque este governo não tem apenas o canal emissor na comunicação, tem comunicação em duas vias”, avaliou Leonardo Castro (Acic).
“Nossa presença aqui é uma demonstração de união com a autoridade municipal para contribuir com o desenvolvimento. Nosso objetivo nesta reunião é apresentar proposta de redistribuir as vans na área central com ponto na avenida 7 de Setembro, no entorno da Igreja Boa Morte, por exemplo, para proporcionar maior circulação de pessoas para salvar o comércio na região, que chamamos de “pontas do Centro”, defendeu Norival  Manhães.
“Fomos muito bem recebidos pelo prefeito e apresentamos um pleito antigo das entidades que representam o setor produtivo e também a classe trabalhadora. Nossa proposta vai até melhorar a mobilidade urbana e trazer aumento na arrecadação, porque, na medida em que aumenta a movimentação de pessoas no comércio, melhoram as vendas, geram empregos e geram mais impostos para o município”, analisou Expedito Coleto.
Fonte: Comunicação PMCG

Publicidade

Anterior

IPVA 2021: guia de pagamento estará disponível a partir desta terça

Seguinte

Covid-19: Prefeitura retoma a testagem itinerante nesta quarta-feira