Publicidade
DNews

Posse no MEC é adiada em meio a crise gerada por currículo

Marcada para amanhã, a posse do novo ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli, foi adiada. Não há ainda nova data para Decotelli tomar posse — se é que um dia tomará.

As revelações de que Decotelli fraudou seu currículo, com doutorado (na Argentina) e pós-doutorado (na Alemanha) inexistentes, são o motivo do adiamento.

Jair Bolsonaro exigiu uma rechecagem do currículo de Decotelli. Quem fará o pente-fino será a Abin, que deixou passar por debaixo das pernas esse vexame.

Fonte: O GLOBO


Publicidade

Anterior

Planos de saúde terão de cobrir testes sorológicos de Covid-19 a partir desta segunda

Seguinte

Ferj define as datas das semifinais e da final da Taça Rio