Publicidade
ESPORTES

Portuguesa x Botafogo: veja as prováveis escalações, desfalques e arbitragem

Portuguesa e Botafogo voltam a campo às 21h30 (de Brasília) desta quarta-feira, no Estádio Luso-Brasileiro, pela quinta rodada da Taça Rio. Por conta da pandemia do novo coronavírus, a partida acontecerá com portões fechados.

Para se classificar, a Portuguesa, com quatro pontos e na quarta colocação do Grupo A, precisa vencer por dois gols de diferença e contar com tropeços de Bangu e Boavista contra Cabofriense e Flamengo, respectivamente. O time vem de empate em 0 a 0 diante do Boavista.

Depois de golear a Cabofriense por 6 a 2, o Botafogo está no segundo lugar do Grupo A, mas tem sua classificação ameaçada pelo Boavista, que tem os mesmos sete pontos. O time de Autuori depende de si busca nova vitória para avançar sem riscos.

Portuguesa – técnico Rogério Corrêa

Depois do empate contra o Boavista, a Portuguesa viu suas chances de classificação diminuírem, mas ainda tem esperança. O técnico Rogério Corrêa deverá mandar a campo o mesmo time da última rodada, com uma exceção: o atacante Cafu foi expulso e é desfalque para a partida.

Provável escalação da Portuguesa: Milton Raphael; Luis Gustavo, Dilsinho, Diego Guerra, Mauro Gabriel; Muniz, Henrique, Romarinho, Chay e Mateus Pimenta.

Botafogo – técnico Paulo Autuori

O Botafogo não deve ter mudanças em relação ao time que goleou a Cabofriense. A principal dúvida de Autuori é no meio de campo: Alex Santana foi titular, mas Caio Alexandre entrou muito bem e deu dinamismo ao jogo. O presença do técnico na beira do campo será a grande “novidade”: na última rodada, ele fez um protesto contra a Ferj, e o time foi comandado pelo auxiliar Renê Weber.

Quem está fora: Marcinho (recuperando-se de cirurgia no joelho direito).

Pendurados: Caio Alexandre e Alex Santana.

  • Árbitro: Rafael Nunes de Sá
  • Assistentes: Silbert Sisquim e Thiago Rosa
  • 4º Árbitro: João Ennio Sobral

Fonte: GLOBO ESPORTE


Publicidade

Anterior

PF e Procuradoria Geral da República marcam depoimento de Witzel e da primeira-dama Helena

Seguinte

MPRJ denuncia deputado estadual Márcio Pacheco por esquema de rachadinha