Publicidade
DNews

População do Brasil passa de 211,7 milhões de habitantes, estima IBGE

O Diário Oficial da União publica, nesta quinta-feira (27), portaria da Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que divulga as estimativas da população para Estados e municípios, com data a 1º de julho de 2020.

As estimativas mostram que o Brasil já tem uma população de 211.755.692 de pessoas. Em 2019, a população estimada era de 210.147.125 pessoas.

Os Estados mais populosos são: São Paulo (46.289.333), Minas Gerais (21.292.666) e Rio de Janeiro (17.366.189).

O Distrito Federal já conta com uma população de 3.055.149 habitantes. Roraima é o estado com a menor estimativa populacional (631.181).

Veja a população por estado

São Paulo – 46.289.333
Minas Gerais – 21.292.666
Rio de Janeiro – 17.366.189
Bahia – 14.930.634
Paraná – 11.516.840
Rio Grande do Sul – 11.422.973
Pernambuco – 9.616.621
Ceará – 9.187.103
Pará – 8.690.745
Santa Catarina – 7.252.502
Maranhão – 7.114.598
Goiás – 7.113.540
Amazonas – 4.207.714
Espírito Santo – 4.064.052
Paraíba – 4.039.277
Rio Grande do Norte – 3.534.165
Mato Grosso – 3.526.220
Alagoas – 3.351.543
Piauí – 3.281.480
Distrito Federal – 3.055.149
Mato Grosso do Sul – 2.809.394
Sergipe – 2.318.822
Tocantins -1.590.248
Acre – 894.470
Amapá – 861.773
Roraima – 631.181

Veja a evolução da população do Brasil

1980 – 122.081.510
1990 – 148.935.328

2000 – 173.765.726
2001 – 176.208.646
2002 – 178.499.255
2003 – 180.708.344
2004 – 182.865.043
2005 – 184.991.143
2006 – 187.061.610
2007 – 189.038.268
2008 – 191.010.274
2009 – 192.980.905
2010 – 194.890.682
2011 – 196.603.732
2012 – 198.314.934
2013 – 200.004.188
2014 – 201.717.541
2015 – 203.475.683
2016 – 205.156.587
2017 – 206.804.741
2018 – 208.494.900
2019 – 210.147.125
2020 – 211.755.692

Ainda segundo a projeção do IBGE, a população brasileira deverá ultrapassar os 220 milhões em 2026, os 230 milhões em 2037, e vai crescer continuamente até 2047, quando atingirá 233.233.670 habitantes. A partir de então, irá diminuindo lentamente.

Fonte: R7


Publicidade

Anterior

Auxílio aumenta demanda e justifica nota de R$ 200, diz BC ao STF

Seguinte

Governo quer liberar R$ 6,5 bilhões para obras sem furar o teto de gastos