Publicidade
POLÍCIA

Polícia investiga ataque a Centro Espírita pela 3ª vez em menos de um mês no Rio

Átila Nunes acredita que uma milícia religiosa pode estar envolvida nos casos. – Foto: Internet/Arquivo

O centro espírita Casa do Mago, no Humaitá, na zona sul do Rio, sofreu mais um ataque durante a madrugada. É o terceiro vez em menos de um mês. O portão do centro foi incendiado nesta quarta-feira (16), por volta da 1h.

Câmeras de segurança filmaram o momento. De acordo com o Corpo de Bombeiros, não houve vítimas. O caso foi registrado na 10ª Delegacia de Polícia, em Botafogo. Segundo a Polícia Civil, as imagens colhidas estão sendo analisadas.

Um inquérito foi aberto para verificar as possíveis motivações do crime. No dia 31 de julho, dois homens foram filmados ateando fogo no portão à noite. Dois dias depois, um artefato explosivo foi arremessado contra a casa.

Não houve feridos em nenhuma das ocasiões e ninguém foi preso.

Para o secretário de Estado de Direitos Humanos e Políticas para Mulheres e Idosos, Átila Nunes, uma milícia religiosa pode estar envolvida nos casos.

“Os criminosos, assim como no último ataque, utilizaram uma bomba caseira, feita com pregos, chegaram de carro e com os rostos cobertos. A perseguição não é apenas contra o Mago, pois se fosse algo pessoal eles também poderiam agir fora do templo. A perseguição é religiosa”, disse Nunes.

O secretário destacou que ao atacarem um templo de matriz africana, que expõe imagens de santos e cultua os orixás, eles atacam a religião e todos os umbandistas e candomblecistas. “Milícias religiosas podem estar por trás de ataques à Casa do Mago. Isso é intolerância religiosa”, acentuou.

A Agência Brasil resume que apenas no último ano, 79 denúncias de casos de intolerância religiosa foram registradas no estado por meio do Disque 100. O número representa um crescimento de 119%, quando comparado ao ano anterior.

FONTE: Agência Brasil


Publicidade

Anterior

Deputados podem votar nesta quarta-feira novo sistema eleitoral e financiamento de campanha

Seguinte

Decreto assinado por Michel Temer permite que supermercados abram aos domingos e feriados