Publicidade
SAÚDE

Paraná prevê testagem em massa de vacina russa contra Covid-19 em 45 dias

O governo do Paraná prevê que, em 45 dias, poderá iniciar testes da fase 3 da vacina russa Sputinik V. A ideia é que 10 mil pessoas façam parte destes testes no Brasil, mas o número pode até aumentar.

Nesta quinta-feira (20), o secretário da Casa Civil do Estado, Guto Silva, e o diretor-presidente do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), Jorge Callado, se reuniram com a equipe da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), em Brasília, para falar sobre o protocolo que trata do início dos testes com a vacina.

– Nosso foco é ter a autorização. Viemos confirmar se nossa rota está correta. Em princípio, está. Talvez haja pequenos ajustes a serem feitos. O objetivo da reunião foi nos orientar de uma forma mais próxima com a Anvisa, para que submetamos à aprovação um documento consistente e sem falhas. Até para dar agilidade ao processo de análise da agência. – disse Callado.

O governo do Paraná deve entrar com o pedido de aprovação do protocolo de testagem da vacina na agência em 30 dias. A análise, segundo Callado, costuma demorar cerca de três dias e, depois disso, o governo diz que viabilizará as vacinas para testagem em poucas semanas.

No início do mês, o governo paranaense assinou com a Rússia uma parceria para produção da vacina contra a Covid-19. O produto também está em fase de testes em solo russo e foi recebido com ressalvas pela comunidade científica, por ainda não passado por um teste em massa.

Fonte: O GLOBO


Publicidade

Anterior

Governo prepara decreto para criar oficialmente o ‘Plano Pró-Brasil’

Seguinte

Petrobras anuncia reajuste de 5% no gás de cozinha, o sexto consecutivo, a partir desta sexta-feira