Publicidade
ECONOMIA

Onze empresas são habilitadas pela ANP para 2ª e 3ª rodadas de licitações do pré-sal

A Bacia de Campos está localizada na região norte do Estado do Rio de Janeiro. – Foto: Agência Petrobras

Onze empresas petrolíferas estão habilitadas, pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a participarem da segunda e terceira rodadas do pré-sal com o objetivo de explorar e produzir petróleo e gás natural nas bacias de Santos e nas de Campos dos Goytacazes. Os dois leilões estão marcados para o dia 27 de outubro, no Rio de Janeiro. Segundo a ANP, os pedidos das empresas que manifestaram interesse e solicitaram qualificação para participarem das duas rodadas foram analisados ontem (25)  pela Comissão Especial de Licitações (CEL).

A Bacia de Campos fica na região norte do Estado do Rio de Janeiro e é responsável por mais de 80% de toda produção de petróleo do Brasil. Das 11 empresas habilitadas, dez são de origem estrangeira e apenas uma, a Petronas, da Malásia, ainda não tem contrato para exploração e produção de petróleo e gás natural no país. No total, a agência recebeu dez manifestações de interesse para a segunda rodada do pré-sal e 15 para a terceira rodada. Mas somente as 11 habilitadas cumpriram todos os requisitos previstos no edital e estão aptas a participar.

“A habilitação é obrigatória e individual para cada interessada, mesmo para aquelas que pretendam apresentar oferta mediante consórcio”, esclareceu a ANP. A segunda rodada do pré-sal ofertará quatro áreas com jazidas unitizáveis, ou seja, adjacentes a campos ou prospectos cujos reservatórios se estendem para além da área concedida. As áreas são relativas às descobertas denominadas por Gato do Mato e Carcará, e aos campos de Tartaruga Verde e Sapinhoá.

De acordo com informações da Agência Brasil, já a terceira rodada ofertará quatro áreas localizadas nas bacias de Campos e Santos, na região do polígono do pré-sal, relativas aos prospectos de Pau Brasil, Peroba, Alto de Cabo Frio-Oeste e Alto de Cabo Frio-Central. A retomada das licitações para a exploração de petróleo e gás natural nas bacias sedimentares do país terão início nesta quarta-feira (27), quando a ANP fará em um hotel na Barra da Tijuca, na zona oeste da cidade, a 14ª rodada de licitações.

Dentro do que está definido, serão oferecidos dez blocos exploratórios na Bacia de Campos, dos quais seis localizados total ou parcialmente no litoral do estado do Rio de Janeiro, a principal bacia produtora de óleo e gás natural do país. Os bônus mínimo de assinatura dos contratos a ser pago pelas petrolíferas que vencerem as licitações dos blocos em oferta variam de R$ 5,34 milhões a R$ 25,12 milhões. Até 2019 estão previstas a realização de nove rodadas de licitações, sob os regimes de concessão ou partilha da produção.

A ANP estima que a previsão de investimentos no estado com as nove rodadas programadas até 2019 é de US$ 30 bilhões ao longo da duração dos contratos, de 35 anos. Já a arrecadação com royalties neste mesmo período deve somar US$ 8 bilhões e US$ 400 milhões com participações especiais.

Empresas habilitadas para a 2ª rodada do pré-sal:

1 – ExxonMobil Exploração Brasil Ltda.- Habilitada (Operadora A) – Estados Unidos
2 – Petrogal Brasil S.A. – Habilitada (Não Operadora) – Portugal
3 – Petróleo Brasileiro S.A.- Habilitada (Operadora A) – Brasil
4 – Petronas Carigali SDN BHD – Habilitada (Operadora A) – Malásia
5 – Repsol Sinopec Brasil S.A. – Habilitada (Operadora A) – Espanha
6 – Shell Brasil Petróleo Ltda.- Habilitada (Operadora A) – Reino Unido
7 – Statoil Brasil Óleo e Gás Ltda.- Habilitada (Operadora A) – Noruega
8 – Total E&P do Brasil Ltda.- Habilitada (Operadora A) – França

Empresas habilitadas para a 3ª rodada do pré-sal:

1- BP Energy do Brasil Ltda.- Habilitada (Operadora A) – Reino Unido
2 – CNODC Brasil Petróleo e Gás Ltda.- Habilitada (Não Operadora) – China
3 – ExxonMobil Exploração Brasil Ltda.- Habilitada (Operadora A) – Estados Unidos
4 – Petrogal Brasil S.A. – Habilitada (Não Operadora) – Portugal
5 – Petróleo Brasileiro S.A.- Habilitada (Operadora A) – Brasil
6 – QPI Brasil Petróleo Ltda.- Habilitada (Não Operadora) – Catar
7 – Petronas Carigali SDN BHD – Habilitada (Operadora A) – Malásia
8 – Repsol Exploración S.A.- Habilitada (Operadora A) – Espanha
9 – Shell Brasil Petróleo Ltda.- Habilitada (Operadora A) – Reino Unido
10 – Statoil Brasil Óleo e Gás Ltda. – Habilitada (Operadora A) – Noruega
11 – Total E&P do Brasil Ltda. – Habilitada (Operadora A) – França

FONTE: Redação com Agência Brasil


Publicidade

Anterior

Temer afirma que saques do PIS/Pasep devem injetar mais R$ 16 bilhões na economia do país

Seguinte

Segunda denúncia contra o presidente Michel Temer é lida no plenário da Câmara Federal