Publicidade
REGIONALSAÚDE

Nova ação da Guarda evita aglomeração de banhistas em Lagoa de Cima

Integrantes da Força-Tarefa de Combate ao Coronavírus que atua em todo o município, equipes da Guarda Civil Municipal (GCM) retornaram neste sábado (13) à localidade de Lagoa de Cima, para garantir o respeito ao lockdown parcial.

Como ocorreu no dia anterior (12), os bares e lanchonetes de toda a orla continuavam fechados, bem como as áreas de banho vazias, ao contrário da quinta-feira (11), quando houve grande aglomeração.

Ao final da tarde, condutores de mais de 210 veículos que se dirigiam a algum ponto de banho da lagoa foram abordados. Destes, 15 passaram com justificativa, pois eram moradores ou tinham alguma necessidade. Os demais não tiveram justificativas e retornaram às suas casas.

– Logo cedo, passamos em vários pontos e não havia banhistas. Os bares também continuavam fechados. Em seguida, realizamos uma ação em pontos estratégicos na pista que corta a localidade, ao longo da orla, para evitar a chegada de banhistas – explicou o coordenador da Região Sul da GCM, Wellington Levino. “Antes de meio-dia, cerca de 30 condutores de veículos que iam para a lagoa compreenderam a orientação e voltaram”, completou.

As equipes voltam ao local neste domingo (14) para garantir o cumprimento do Decreto Municipal nº 126/2020, do lockdown parcial. Na quinta, a ação que fechou bares e mandou pra casa centenas de banhistas, ocorreu após denúncia ao Centro Integrado de Segurança Pública (CISP). As denúncias ao órgão devem ser feitas ao telefone (22) 998175-2058. Desde o início da quarentena, há cerca de três meses, o CISP já registrou mais de 1.400 denúncias.

Fonte: PMCG


Publicidade

Anterior

Pesquisa revela aumento no número de pessoas com anticorpos contra covid-19 no Rio

Seguinte

Campos mantém fase laranja com lockdown parcial