Publicidade
DNewsREGIONAL

Miracema, RJ, decreta estado de emergência por desabastecimento gerado pela greve dos caminhoneiros

Prefeitura de Miracema, no Noroeste Fluminense decretou estado de emergência no município nesta segunda-feira (28). Com isso, a Prefeitura pode fazer compras sem licitação, de acordo com necessidades ligadas a reflexos causados pela greve dos caminhoneiros. A mobilização nacional dos caminhoneiros chega ao 9º dia.

  • Veja serviços que seguem afetados no Norte e Noroeste nesta terça-feira, quando alguns postos já têm combustíveis.

De acordo com a Prefeitura, serviços de urgência e emergência da Saúde funcionam normalmente. Há aulas na rede municipal e coleta de lixo, além de serviços da Defesa Civil.

O motivo do decreto é o “desabastecimento de bens indispensáveis à manutenção dos serviços públicos essenciais”.

Segundo o decreto, os secretários municipais podem decretar escala de recesso de acordo com a necessidade de serviço. O decreto vale, segundo o prefeito Clovis Tostes de Barros (PP), “até que a situação do desabastecimento seja revertida”.

Veja a cobertura em tempo real dos reflexos da greve dos caminhoneiros no interior do Rio.

Porciúncula

A Prefeitura decretou situação de emergência por conta dos refelexos da greve dos caminhoneiros nos serviços públicos da cidade. Segundo a Prefeitura, o documento foi assinado pelo prefeito Léo Coutinho (PP) nesta sexta-feira (25) e será publicado nesta semana.

Ainda de acordo com o município, as aulas estão suspensas na rede municipal de ensino a partir de terça-feira (29).

A Prefeitura divulgou também que a prioridade é o atendimento de urgência e emergência em saúde nos três distritos da cidade e o transporte para pacientes de hemodiálise e de quimioterapia, que é feito em Itaperuna.

Publicidade
Anterior

Gasolina começa a chegar, mas Norte e Noroeste do RJ seguem com serviços essenciais afetados

Seguinte

Idoso morre após ser atropelado em SJB