Publicidade
SAÚDE

Média móvel de óbitos por Covid-19 cai para 900, a menor em 97 dias

O Brasil registrou nesta quinta-feira uma média móvel de 900 mortes por Covid-19, a menor desde o dia 22 de maio, quando o cálculo apontou que 883 pessoas haviam morrido em média naquela semana. Apesar da queda, o país segue com tendência de estabilidade nos óbitos causados pelo novo coronavírus.

A “média móvel de 7 dias” faz uma média entre o número de mortes do dia e dos seis anteriores. Ela é comparada com média de duas semanas atrás para indicar se há tendência de alta, estabilidade ou queda. O cálculo é um recurso estatístico para conseguir enxergar a tendência dos dados abafando o “ruído” causado pelos finais de semana, quando a notificação de mortes se reduz por escassez de funcionários em plantão.

Em 4 de junho, o Brasil ultrapassou pela primeira vez a média móvel de mil mortes em decorrência da Covid-19, com 1.041 óbitos. O cálculo recorde foi observado em 25 de julho, quando foi computada uma média de 1.097 pessoas mortas na semana.

No entanto, desde o dia 12 de agosto o país apresenta uma média móvel de mortes inferior a mil.

O país tem 13 estados com tendência de queda nas médias móveis de morte por Covid-19: Acre, Alagoas, Amazonas, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Paraná, Pernambuco, Roraima, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe.

O Distrito Federal e outras nove unidades federativas estão com tendência de estabilidade: Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sull e Rondônia.

Há também quatro estados em alta: Amapá, Bahia, Rio de Janeiro e Tocantins.

Fonte: O GLOBO


Publicidade

Anterior

Conselho Monetário autoriza Banco Central a repassar R$ 325 bilhões para o Tesouro Nacional

Seguinte

Rio de Janeiro ultrapassa meta de recuperação fiscal