Publicidade
SAÚDE

Manaus começa vacinação contra Covid de pessoas de 18 a 29 anos com doenças preexistentes

Manaus começa, neste sábado (10), a vacinação contra Covid de pessoas de 18 a 29 anos com doenças preexistentes. Sete postos de vacinação estarão abertos das 9h às 16h para receber o público.

Desde 29 de março, a capital amazonense realiza a imunização de adultos com comorbidades, que teve início por pessoas de 59 anos. Atualmente, podem se vacinar adultos de 18 a 59 anos com doenças preexistentes, agentes de segurança pública, profissionais da saúde e idosos.

Comorbidades da fase atual da campanha:

  • Diabetes mellitus
  • Obesidade mórbida
  • Cardiopatias: Insuficiência Cardíaca (IC); cor-pulmonale e hipertensão pulmonar; cardiopatia hipertensiva; síndromes coronarianas; valvopatias; miocardiopatias e pericardiopatias; doenças da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas; arritmias cardíacas; cardiopatias congênitas no adulto; próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados.

Para receber a vacina, a pessoa deve se dirigir ao ponto de vacinação. No local, deve apresentar, obrigatoriamente, laudo médico (original e cópia), documento de identificação original, com foto, e CPF.

Diabéticos que não tenham laudo médico, devem apresentar receita em papel timbrado oficial (do SUS ou de estabelecimento particular de saúde). As pessoas incluídas no grupo prioritário também podem agendar a vacinação, por meio do site Imuniza Manaus.

Até a sexta-feira (9), de acordo com o “Vacinômetro” municipal, mais de 29 mil pessoas com comorbidades já foram vacinadas em Manaus. Considerando todos os grupos, mais de 268 mil pessoas foram vacinadas contra Covid na capital, o que representa cerca de 12% da população.

Em todo o Amazonas, até esta sexta-feira, mais de 12,2 mil pessoas morreram com Covid. Desse total, 8,5 mil vítimas são de Manaus.

Todas as comorbidades a partir de segunda (12)

Depois de concluir a primeira etapa de adultos com doenças preexistentes, o calendário será aberto para as demais comorbidades elencadas como prioritárias pelo Ministério da Saúde, a partir de segunda-feira (12), conforme a Prefeitura.

Os primeiros a serem vacinados serão os da faixa etária de 55 a 59 anos, nos sete pontos de vacinação da capital. A campanha segue ao longo da semana em ordem decrescente de idade.

Calendário de vacinação, de 12 a 16 de abril:

  • Segunda-feira (12) – 59 anos
  • Terça-feira (13) – 58 anos
  • Quarta-feira (14) – 57 anos
  • Quinta-feira (15) – 56 anos
  • Sexta-feira (16) – 55 anos
  • Sábado-feira (17) – Repescagem

Serão vacinados nesta etapa os portadores das seguintes doenças:

  • Anemia falciforme
  • Doença cerebrovascular
  • Hipertensão arterial em estágio 1 e 2 com lesões de órgão-alvo ou doenças associadas;
  • Hipertensão arterial em estágio 3
  • Hipertensão Arterial e Resistente (HAR)
  • Pneumopatias graves crônicas
  • Cirrose hepática
  • Doença renal crônica
  • Imunossupressão (transplantados, pessoas vivendo com HIV, pessoas que usam imunossupressores ou com imunodeficiências primárias, doenças reumáticas sistêmicas em atividade e pacientes oncológicos com tratamento realizado nos últimos seis meses, entre outras condições)
  • Síndrome de Down
  • Diabetes
  • Obesidade mórbida
  • Cardiopatias: Insuficiência cardíaca (IC); Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar; Cardiopatia hipertensiva; Síndromes coronarianas; Valvopatias; Miocardiopatias e Pericardiopatias; Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas; Arritmias cardíacas; Cardiopatias congênita no adulto; Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados.

As condições de saúde devem ser comprovadas com apresentação de laudo médico (original e cópia) no posto de vacinação. Assim como os diabéticos, os hipertensos que não tiverem laudo, podem apresentar receita médica em papel oficial do SUS ou da rede privada de saúde.

Já as pessoas vivendo com HIV devem apresentar um dos seguintes comprovantes: cartão de identificação emitido pelo serviço de saúde onde o usuário faz acompanhamento médico; declaração do Sistema de Controle Logístico de Medicamentos (Siclon); ou o resultado de exames específicos (carga viral ou CD4). Além dos comprovantes de comorbidade, é obrigatória a apresentação de documento de identificação original com foto e CPF.

Agentes de segurança e profissionais da saúde

Estão sendo imunizados os profissionais da segurança pública da chamada linha de frente, ou seja, que executam serviços de rua, como investigação, atendimento de ocorrências, entre outros, como a fiscalização das medidas preventivas contra a Covid-19.

Podem tomar a vacina agentes de qualquer idade. Os agentes de segurança estão sendo vacinados no Centro de Convenções de Manaus (sambódromo) (Avenida Pedro Teixeira, 2.565, Dom Pedro, zona Oeste)

Os trabalhadores da saúde também estão recebendo a segunda dose, exclusivamente na Escola de Enfermagem, da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), na zona Sul de Manaus.

Fonte: G1


Publicidade

Anterior

Pfizer e BioNTech solicitam nos EUA uso de vacina contra a Covid em adolescentes de 12 a 15 anos

Seguinte

Teto de gastos e reforma da Previdência geraram economia de R$ 900 bi