Publicidade
SAÚDE

Intervalo de 6 meses entre doses da AstraZeneca seria boa estratégia, diz médica

Um estudo da Universidade de Oxford apontou que a resposta imunológica pode ser maior com intervalos mais longos entre as doses da vacina da AstraZeneca contra a Covid-19.

Em entrevista à CNN nesta terça-feira (29), a médica e professora da Universidade de Oxford, Sue Ann Clemens, afirmou que um intervalo de 6 meses seria uma boa “estratégia de saúde pública”.

Ela explica que, como há pouca oferta de vacinas, a primeira dose já oferece uma cobertura vacinal importante para um número maior da população.

“Uma dose já apresenta cerca de 80% de eficácia e dura até 10 meses, ao menos. É uma estratégia muito interessante”, disse.

No entanto, ela destaca que é importante “não complicar demais” o processo. “A gente tem que garantir que as pessoas voltem para a segunda dose.”

O estudo ainda apontou que, em um intervalo de 10 meses entre a primeira e segunda doses, a resposta imune é ainda superior para a vacina da AstraZeneca.

Sue Ann também disse que uma eventual terceira dose, uma vez que haja oferta maior de doses, “aumenta muito contra novas variantes, estaremos mais protegidos contra as variantes atuais e que virão”.

FONTE: CNN BRASIL

 


Publicidade

Anterior

Mortes entre grupos imunizados desaceleram no país, aponta Ministério da Saúde

Seguinte

Último dia de vacinação para pessoas com comorbidades nesta quarta-feira