Publicidade
REGIONALSAÚDE

Idosos terão atendimento priorizado com Policlínica que será aberta esse ano

Assegurar que os maiores de 60 anos recebam atenção integral à saúde. Esse será o principal objetivo da Policlínica do Idoso, prevista para ser inaugurada em setembro, no local onde hoje funciona o Clube da Terceira Idade, no Parque Tamandaré, em Campos. Para a diretora do Departamento Médico e da Saúde do Idoso, a geriatra Deborah Casarsa, a unidade de média complexidade agregará diversas especialidades e vai representar um grande avanço para a saúde do público alvo em questão.
A Policlínica será ligada à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano e Social, com braço da Secretaria Municipal de Saúde e em parceria com a Subsecretaria Municipal de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa. “O processo de envelhecimento é heterogêneo e o cuidado deve ser individualizado. A qualidade de vida depende de uma boa assistência especializada”, explicou.
A médica reforçou que a Policlínica é um projeto piloto a ser implantado no município. “O prefeito Wladimir Garotinho nos pediu prioridade e excelência no atendimento aos idosos, principalmente no que diz respeito à acessibilidade”, disse ela, destacando que o perfil da unidade não é o de urgência e emergência, mas de caráter ambulatorial, realizado por uma equipe interdisciplinar.
“O atendimento de média complexidade abrange especialidades médicas, visando manter a autonomia e independência da população acima de 60 anos. Teremos 16 especialidades médicas, entre elas, geriatra, cardiologista, endocrinologista, dermatologista, neurologista, pneumologista, além de dentista e psicólogo. E também uma farmácia de dispensação dentro da Policlínica”, afirmou.
Para o primeiro atendimento na Unidade, o idoso deverá buscar encaminhamento (ficha de referência e contra referência) na sua Unidade Básica de Saúde (UBS), que pertence a Atenção Básica. Após ser avaliado pelo médico da UBS, se necessário, será encaminhado a um especialista da Policlínica e terá sua consulta agendada, segundo Deborah.
Fechado no ano passado por causa da pandemia do novo coronavírus, o Clube da Terceira Idade vem retomando, gradativamente, com esse projeto piloto ambulatorial e mantendo contato com os mais de 30 mil idosos cadastrados.
A médica afirmou que a Policlínica também terá o compromisso de promover ações preventivas, capacitação dos familiares ou daqueles que exercem a função de cuidadores dos idosos, no projeto “Cuida Campos”, distribuição da Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa, que é um documento do Ministério da Saúde e servirá como um prontuário móvel, abordagem de prevenção em quedas e oficinas cognitivas com estimulação da memória e atenção.
“Haverá ainda abordagem especializada em diabetes e hipertensão arterial e avaliação pós-covid com otorrinolaringologista, pneumologista e fisioterapeuta. Pretendemos ainda ser referência na prevenção do glaucoma”, acrescentou a médica, destacando que o projeto “Cuida Campos” vai funcionar dentro da Policlínica e será inaugurado no dia 27 de setembro, que é o Dia Nacional do Idoso.
FONTE: COMUNICAÇÃO PMCG

Publicidade

Anterior

Covid-19: Campos fará repescagem na segunda e terça-feira

Seguinte

Mais de 13 milhões de doses da vacina Pfizer devem chegar ao Brasil até o final de Julho