Publicidade
ECONOMIA

Guedes diz que governo vai unificar programas sociais e formalizar beneficiários do auxílio emergencial

O ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou nesta terça-feira que o governo vai reformular programas sociais após a pandemia. Segundo Guedes, o novo programa se chamará Renda Brasil.

— Por dois meses, nós vamos estender o auxílio emergencial. Nós estávamos num nível de emergência total, a R$ 600, vamos começar agora uma aterrissagem, com uma unificação de vários programas sociais e o lançamento de um Renda Brasil, que o presidente vai lançar — disse Guedes, durante reunião ministerial no Palácio do Planalto.

Guedes afirmou ainda que vai aproveitar o cadastro do auxílio emergencial, voltado principalmente para trabalhadores informais, para lançar um programa de geração de empregos formais. O ministro se refere à Carteira Verde e Amarela, que deve permitir a contratação de empregados sem encargos trabalhistas.

— Aprendemos durante essa crise que havia 38 milhões de brasileiros invisíveis que também merecem ser incluídos no mercado de trabalho. Vamos lançar um programa Verde e Amarelo, que o presidente, durante a campanha, já tinha dito: há regimes em que tem muitos direitos e poucos empregos, e há 40 milhões de brasileiros andando pelas ruas sem carteira assinada. Só que agora nós sabemos quem eles são. Nós digitalizamos e temos o endereço de cada um. Nós vamos formalizar esse pessoal todo, porque eles são brasileiros como todo mundo e eles eram invisíveis. Nós vamos estar lançando isso daqui a pouco — afirmou.

Fonte: O GLOBO


Publicidade

Anterior

Coronavírus: Alexandre de Moraes manda governo retomar divulgação dos dados acumulados

Seguinte

Estados e municípios recebem da União primeira parcela da ajuda emergencial