Publicidade
ECONOMIA

Governo quer liberar R$ 6,5 bilhões para obras sem furar o teto de gastos

A área econômica do governo concluiu que é possível liberar ainda este ano R$ 6,5 bilhões – R$ 1,5 bilhão acima do previsto – para a conclusão de obras por todo o país.

Para não ultrapassar o teto de gastos, os recursos serão remanejados de outros programas, são verbas consideradas “empoçadas”, não utilizadas pelas áreas para as quais haviam sido destinadas.

O valor foi consolidado pela Secretaria de Orçamento Federal, responsável pelo cancelamento dos recursos não utilizados. O projeto para o remanejamento do dinheiro deverá ser encaminhado na próxima semana pelo Ministério da Economia para o Congresso Nacional.

A proposta vai enumerar as obras que deverão ser beneficiadas, mas a lista poderá ser alterada. O governo, porém, não prevê muitas mudanças, já que o destino das verbas já foi discutido com parlamentares da base aliada.

Fonte: CNN BRASIL


Publicidade

Anterior

População do Brasil passa de 211,7 milhões de habitantes, estima IBGE

Seguinte

Distanciamento de 2 metros por covid-19 é ultrapassado, dizem Oxford e MIT