Publicidade
DNewsSAÚDE

Governo do Rio permitirá que municípios façam internação compulsória de suspeitos de coronavírus, diz Witzel

O governador do Rio, Wilson Witzel (PSC), afirmou que o estado irá publicar um decreto relacionado a questões emergenciais do novo coronavírus. O documento, previsto para ser sair nos próximos dias, permitirá que municípios do Rio tenham autonomia para fazer internações compulsórias de suspeitos de terem sido contaminados pelo vírus.

-O decreto trata de questões emergenciais como orientação para formalizar necessidade de contratação de leitos, de contratação na rede privada e o que os municípios podem fazer. A cidade de Paraty teve um caso e ficou sem saber o que fazer. Não precisa ir à Justiça, a internação compulsória, o próprio município pode fazê-la. O munícipio terá autonomia para fazer a internação compulsória. Estamos fazendo a análise jurídica para soltar o decreto. — afirmou Witzel.

No mês passado, a Justiça do Estado do Rio de Janeiro concedeu à cidade de Paraty o direito de manter a internação compulsória de um casal de franceses suspeitos de terem contrair o coronavírus. O exame acabou dando negativo.

Witzel também cobrou uma sinalização de R$ 1 bilhão do governo Bolsonaro para ajudar os estados a absorverem os impactos financeiros do coronavírus e disse que Planalto está “esperando o caos acontecer”.

— É preciso que o governo federal sinalize pelo menos R$ 1 bilhão emergencialmente, mas talvez precise mais. Algumas medidas tem que ser estudadas para que a gente possa suportar esses efeitos financeiros que os estados estão sofrendo em relação à perda de turismo, o próprio pagamento da dívida com a União pode ser que tenha que alongar… O governo federal precisa apresentar alguma coisa, porque até agora não apresentou nada, está esperando o caos acontecer. — afirmou.

Witzel também disse que, na próxima quarta-feira (18), haverá uma reunião do Fórum de Governadores para debater a possibilidade de uma epidemia do coronavírus se espalhar pelo Brasil. Disse ainda que o ministro da Saúde, Henrique Mandetta, será convidado para o encontro.

Fonte: O GLOBO


Publicidade

Anterior

Planos de saúde terão de cobrir exames para novo coronavírus

Seguinte

Vivo e Tim se unem para tentar comprar Oi