Publicidade
SAÚDE

Governo de SP espera que China envie insumos da Coronavac na próxima semana

O governo de São Paulo espera que os entraves burocráticos com a China sejam resolvidos o mais breve possível para que os 11 mil litros de insumos da Coronavac cheguem ao Instituto Butantan na próxima semana e sejam produzidas mais 16 milhões de doses da vacina. O secretário de Relações Internacionais do estado de São Paulo, Julio Serson, falou à CNN sobre o assunto nesta sexta-feira (22).

“Se estivéssemos construindo pontes, uma relação mais positiva com a China, esses insumos já estariam a caminho do Brasil. A gente sabe que, tanto na política quanto na diplomacia, entraves burocráticos são feitos para serem superados, e nós poderíamos já ter superado esses entraves”, avalia, ressaltando que o estado tem investido em uma relação cordial com a China, diferente do governo federal, que admitiu que os ataques ao país prejudicaram a entrega dos insumos.

“Todos os envolvidos estão tentando desenrolar essa situação. Tenho a esperança que o governo chinês entenda que o Butantan é um instituto do governo do estado e, atendendo a essa demanda, teremos resultados positivos, acredito que nos próximos dias. Ainda não conseguimos ter uma data exata, precisa, mas tenho esperança que antes do final do mês, semana que vem, esse embarque seja feito”, aposta.

Serson lembra que o acordo do Instituto com a Sinovac prevê o envio em duas remessas, a primeira de 5,4 mil litros e a segunda, de 5,6 mil litros. “Estão aguardando a autorização do governo chinês para que essas duas levas sejam embarcadas. Nosso representante está em contato direto com a embaixada brasileira em Pequim para que juntos desatemos esse nó para atender a necessidade do povo brasileiro”.

Fonte: CNN BRASIL


Publicidade

Anterior

Nascidos em outubro podem sacar auxílio emergencial a partir de hoje

Seguinte

Análise de estudos sobre ivermectina indica eficácia potencial contra Covid-19