Publicidade
REGIONALSAÚDE

Gestantes e puérperas que tomaram AstraZeneca poderão tomar 2ª dose da Pfizer

O município de Campos vai seguir a recomendação do Ministério de Saúde e oferecer a opção de aplicação da segunda dose com a vacina da Pfizer contra a Covid-19 em grávidas e puérperas — mulheres que deram à luz há menos de 45 dias — que receberam a primeira dose da AstraZeneca. Para receber o imunizante, as gestantes ou puérperas devem apresentar um laudo do obstetra com quem já faz o acompanhamento de rotina indicando a necessidade da imunização com a vacina da Pfizer. Além disso, a Subsecretaria de Atenção Básica, Vigilância e Promoção da Saúde (SUBPAV) continua aplicando a 1ª dose para quem ainda não tomou a vacina e a 2ª dose de Cornavac para aquelas que estão no prazo de receber o reforço.
Na primeira semana de maio, o município chegou a vacinar 93 gestantes e puérperas com o imunizante de Oxford/AstraZenca, entretanto, no 10º dia do mês o Ministério da Saúde recomendou a suspensão imediata da vacinação. Campos acatou a recomendação e adotou a orientação para que as gestantes que tomaram a 1ª dose da AstraZeneca aguardassem o parto e puerpério para tomar a 2ª dose do mesmo imunizante. Já as puérperas deveriam respeitar o intervalo de 4 a 12 semanas e também tomar a segunda dose da vacina. A orientação vem sendo seguida pela Secretaria de Saúde, que a partir da nova Nota Técnica, emitida pelo Ministério da Saúde, vai oferecer a vacina Pfizer com opção para completar o esquema vacinal desse grupo prioritário.
“Iremos individualizar e analisar caso a caso para então decidimos pela nova imunização com a vacina da Pfizer”, disse o diretor de Atenção Básica, Rodrigo Carneiro. De acordo com a Nota Técnica do Ministério da Saúde, o prazo continua o mesmo, ou seja, 90 dias depois da primeira aplicação.
A aplicação da vacina será realizada somente na Secretaria de Saúde, sempre das 9h às 15h. Para as gestantes e puérperas que optarem pela vacina da Pfizer para completar o esquema vacinal, além do laudo médico é necessário apresentar documento com foto, CPF, cartão pré-natal e o comprovante da 1ª dose. A mesma documentação é exigida para as gestantes e puérperas com comorbidades que forem tomar a primeira dose da vacina, independente do imunizante, e que deverão acrescentar ainda o comprovante de residência.
Para as gestantes sem comorbidades que forem tomar a 1ª dose da vacina devem apresentar a carteira de identidade, CPF, cartão pré-natal comprovante de residência e o cartão pré-natal. Já as puérperas devem levar os mesmos documentos e substituir o cartão pré-natal pela certidão de nascimento do filho. Também está disponível para esse grupo a aplicação da 2ª dose da vacina CoronaVac.
POSTO DE VACINAÇÃO PARA 1ª E 2ª DOSE DE GESTANTES, PUÉRPERAS COM E SEM COMORBIDADES (EXCLUSIVO):
Secretaria Municipal de Saúde
FONTE: COMUNICAÇÃO PMCG

Publicidade

Anterior

Homens com 32 anos serão vacinados nesta quarta-feira

Seguinte

Mayra Aguiar conquista bronze no judô na Olimpíada de Tóquio