Publicidade
REGIONAL

Farmácias de Campos, oferecem remédios de vermes para tratamento da Covid-19

Algumas farmácias de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, estão indicando e vendendo remédios de vermes para o tratamento da Covid-19. O Brasil é o segundo país no mundo com o maior número de casos confirmados da doença, atrás dos Estados Unidos. O balanço do Ministério da Saúde desta terça-feira (26) informa 24.512 mortos e 391.222 casos confirmados da doença.

A prática é considerada irregular pelas autoridades de saúde já que ainda não há comprovação científica de remédios que tenham eficácia contra a doença.

Além do vermifugo, o presidente Jair Bolsonaro defende o uso da cloroquina no tratamento da doença causada pelo novo coronavírus. Mas não há comprovação científica de que esse remédio também seja capaz de curar a Covid-19. Estudos internacionais não encontraram eficácia no medicamento, e a Sociedade Brasileira de Infectologia não recomenda a utilização. O protocolo da cloroquina foi motivo de atrito entre Bolsonaro e os últimos dois ministros da Saúde, Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich. No intervalo de menos de um mês, os dois deixaram o governo.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) suspendeu nesta segunda-feira (25) o uso da hidroxicloroquina em pesquisas que ela coordenava com cientistas de 100 países. A suspensão temporária foi tomada até que a segurança da droga seja reavaliada, já que estudos recentes mostraram que ela não é eficaz contra a Covid-19 e pode aumentar a taxa de mortalidade.

Um estudo da Revista The Lancet, realizado com 14.888 pacientes em 671 hospitais de seis continentes do mundo, apontou maior risco de arritmias cardíacas, especialmente quando a Hidroxicloroquina for utilizada em combinação com a Azitromicina. A análise ainda considerou que há maior risco de óbito.

Em Campos, uma das farmácias procuradas indicou o uso do medicamento Ivermectina, que é usado para tratamento de diversas infecções causadas por vermes e parasitas, como o piolho.

“Nos quatro primeiros dias do sintoma [de Covid-19] é tomado Ivermectina para combater o vírus. Se tiver com uma quantidade maior, do quinto dia em diante, só vai resolver o Annita [outro vermífugo]”, disse um atendente da farmácia por telefone.

A receita simples contra o maior desafio na área da saúde da humanidade dos últimos 100 anos chama a atenção de especialistas, que alertam que o uso das substâncias de forma irregular não curam e podem até agravar o quadro da doença.

“Isso pode realmente causar problemas sérios. E quando você aumenta a concentração de uma determinada droga você passa a ter problemas de coração, de rins, de visão… Existe um conjunto de problemas que podem acontecer”, afirmou o infectologista Nélio Artiles.

De acordo com a Vigilância Sanitária de Campos, a lei nº 6.437 prevê que é proibido indicar ou vender medicamentos que dependam de prescrição médica, sem observância dessa exigência.

Comprovado o ato, o infrator pode sofrer penalidades como interdição do estabelecimento, cassação de licença sanitária para funcionamento do estabelecimento e multas, que variam de R$ 2 mil a R$ 1,5 milhão, de acordo com a gravidade.

A Vigilância Sanitária informou que realiza constantes fiscalizações no comércio campista e conta com um canal para denúncias, que podem ser anônimas. O Conselho Regional de Farmácia (CRF) também pode fiscalizar e encaminhar denúncia para a vigilância sanitária para aplicação de sanções cabíveis, caso se faça necessário.

As denúncias podem ser feitas pelo telefone (22) 98175-0648.
Fonte: G1

 


Publicidade

Anterior

650 casos de covid-19 confirmados , com 219 recuperados , informa Boletim da Prefeitura de Campos

Seguinte

STJ nega federalizar caso Marielle, e investigação continuará com Polícia Civil e MP do Rio