Publicidade
SAÚDE

Coronavírus pode sobreviver até 28 dias em celulares, notas e cartões bancários, diz estudo

 O vírus causador da Covid-19 pode sobreviver em vidro, notas de dinheiro, cartões bancários e aço inoxidável por até 28 dias, muito mais tempo do que um vírus de gripe comum, segundo um estudo divulgado nesta segunda-feira na Austrália. De acordo com os pesquisadores, a descoberta reforça a importância de limpar objetos e lavar as mãos constantemente.

Os especialistas da Agência Nacional de Ciência da Austrália (CSIRO) descobriram que, a 20 graus Celsius, o vírus SARS-COV-2 permanece infeccioso por 28 dias em superfícies lisas, como cartões plásticos como os usados em bancos, notas ou vidro de telas de celulares. O estudo foi publicado na revista científica “Virology Journal”.

Em comparação, o vírus da gripe comum sobrevive por até 17 dias nessas mesmas superfícies.

– Isso reforça a importância de lavar as mãos e limpar objetos o máximo possível, especialmente as superfícies que poder ter mais contato com o vírus – disse o pesquisador-chefe do estudo, Shane Riddell.

Fonte: O GLOBO


Publicidade

Anterior

OMS espera que 2 bilhões de vacinas sejam distribuídas até final de 2021

Seguinte

Marco Aurélio estuda levar soltura de André do Rap ao plenário e diz que Fux agiu como 'censor'