Publicidade
CULTURA

Cinemas drive-in se multiplicam no Brasil e viram opção no distanciamento social

Os cinemas drive-in deixaram de ser espaço para nostálgicos e passaram a ser aposta do entretenimento fora de casa em 2020, com o distanciamento social para conter o avanço da Covid-19.

Drive-ins tradicionais já ativos antes da pandemia e novas iniciativas com plateias em carros querem atrair um público que quer mais do que ficar no sofá vendo lives, TV ou streaming.

Drive-in no Rio…

Um projeto da produtora Dream Factory quer levar espaços de drive-in para oito capitais brasileiras a partir de julho. A empresa por trás do carnaval de rua do Rio e outros eventos na cidade quer fazer não só cinema, mas shows, palestras e apresentações de teatro.

Para sair do papel, o projeto depende de aprovação das prefeituras locais. A ideia é utilizar grandes espaços, com cerca de 10 mil metros, para receber de 150 a 200 carros por evento, com um valor de ingresso fixo por veículo.

O Rio tem outro projeto de drive-in previsto para o fim de maio, no estacionamento da Jeunesse Arena, também na Barra da Tijuca. A previsão de início é dia 28 de maio e a temporada de filmes dentro do carro irá até o fim do mês de junho. Cada sessão, com duração de quatro horas, custará R$ 100 por automóvel.


Publicidade

Anterior

Covid-19: No Maracanã, único hospital de campanha do estado tem leitos vazios apesar da fila por atendimento

Seguinte

Bundesliga volta neste sábado: entenda os protocolos usados nos estádios contra o coronavírus