Publicidade
ESPORTES

CBF anuncia linha de crédito de até R$ 100 milhões para clubes

A CBF anunciou nesta segunda-feira a criação de uma linha de crédito de até R$ 100 milhões para os clubes da Série A do Brasileirão. Os valores serão disponibilizados a juro zero e terão como garantia os contratos de direitos de transmissão e premiações por desempenho nos campeonatos.

O caixa da CBF será a origem dos fundos disponibilizados. Segundo a CBF, “o adiantamento é uma forma de compensar parte da perda de arrecadação que os clubes tiveram com a redução dos valores pagos por direitos de transmissão no trimestre que vai de abril a junho, além de outras fontes de receita, como bilheteria, programa de sócio de torcedor e patrocínios”.

 – A CBF sabe que os clubes são a base de toda a indústria do futebol e que eles tem sofrido grandes impactos com a paralisação das competições provocada pela epidemia de Covid-19. Por isso, temos procurado todas as formas de apoiar os clubes nesse momento difícil. Não basta que voltem as competições. Precisamos de clubes capazes de retornar a elas de forma competente – disse o presidente da entidade, Rogério Caboclo.

Em 2019, a CBF bateu R$ 957 milhões em receitas. O superávit do exercício foi de R$ 190 milhões.

Adiantamento na Série B

A CBF ainda informou que os clubes da Série B receberão um adiantamento total de cerca de R$ 15 milhões, sobre os valores que têm a receber sobre o contrato de direitos de transmissão com o Grupo Globo. Devido ao adiamento do início da competição por conta da epidemia, a emissora fechou com os clubes e a CBF um acordo que redesenhou o calendário de pagamentos, com redução das parcelas previstas para os meses de abril, maio e junho.

Com o adiantamento feito agora, a CBF repõe os valores previstos originalmente em contrato. Assim como na Série A, este adiantamento será feito a juro zero.

A CBF já havia feito outro adiantamento de pagamento de direitos de transmissão aos clubes da Série B, no valor de R$ 11,4 milhões. Assim, os valores antecipados aos participantes da competição signatários do contrato já chegam a R$ 26,4 milhões de reais.

Fonte: O GLOBO


Publicidade

Anterior

Ministério da Saúde, agora, diz que vai divulgar dados de covid-19 diariamente até 18h

Seguinte

Já observamos recuperação, diz ministro da Infraestrutura