Publicidade
DNews

Campos terá primeiro Ecoponto Modelo de Descarte de Resíduos, na Penha

O local possui 500m² e suportará materiais inservíveis como garrafas de vidros, pneus, entulhos, poda, lixo eletrônico, óleo vegetal, recicláveis, entre outros.

Para reduzir o descarte irregular de resíduos, a cidade de Campos contará no próximo mês com o primeiro Ecoponto Modelo de Descarte de Resíduos, no bairro da Penha, na avenida Dr. Newton Guaraná.
O local possui 500m² e suportará materiais inservíveis como garrafas de vidros, pneus, entulhos, poda, lixo eletrônico, óleo vegetal, recicláveis, entre outros.
A construção é realizada via Termo de Compensação Ambiental pela construção de um condomínio no município, feita pela Construtora Concreart.
Segundo o secretário de Desenvolvimento Ambiental, Leonardo Barreto, já foram feitas parcerias com as empresas Vital Engenharia Ambiental, Cooperativa Renascer, Reciclanip e empresas revendedoras de bebidas que fazem a logística reversa para fazer o trabalho de retirada e a destinação correta de cada resíduo.
“ A entrega está prevista para daqui a duas semanas. A nossa proposta é fazer Ecopontos mais atrativos para a população, para que possamos reforçar a Política Nacional de Resíduos Sólidos, através da Lei 12.305, que prevê a educação ambiental com enfoque na coleta seletiva, separação dos resíduos gerados, na qual o principal responsável é o próprio gerador. O intuito é fazer uma ligação entre a educação ambiental e a fiscalização para que a população tenha a consciência dos seus direitos e deveres “ Informou o secretário.
Leonardo explica ainda que toda grande obra residencial na cidade apresenta o Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV), no qual são mensurados os impactos na obra. Daí partem as propostas de compensação ambiental.
“Resolvemos fazer essa compensação ambiental, onde o recurso foi revertido para a construção do primeiro Ecoponto Modelo da cidade. Escolhemos a área do antigo Ponto de Entrega Voluntária de Entulho, o Peve, da Penha por ser área pública, assim ficará o legado para a população “conclui Leonardo Barreto.
Fonte: Supcom

Publicidade
Anterior

Começa em novembro nova etapa de vacinação contra aftosa

Seguinte

Bolsonaro desembarca amanhã em Brasília