Publicidade
DNewsREGIONAL

Campos prorroga até o dia 15 de junho a Campanha de Vacinação contra a Febre Aftosa

A Prefeitura de Campos, através da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca, conforme orientações do Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, prorroga até o dia 15 de junho a Campanha de Vacinação contra a Febre Aftosa. Os Agentes de Saúde Animal, contratados pela secretaria, vão continuar doando e aplicando as doses de vacinas contra a Febre Aftosa e outras doenças para imunizar o rebanho dos pequenos produtores rurais, donos de até 70 cabeças.
Além de doar e vacinar gratuitamente o gado dos pequenos produtores, a secretaria está aplicando vacinas contra Clostridioses e contra a Raiva.
“Para ampliar a cobertura de vacinação, a Secretaria de Agricultura contratou 12 Agentes de Saúde Animal para apoiar na Campanha Nacional de Vacinação contra Aftosa em Campos, porque a nossa meta é a de vacinar 20.000 cabeças de bovinos de cerca de 500 pequenos produtores. Portanto, os produtores que ainda não vacinaram seu gado, devem aproveitar essa oportunidade que é a prorrogação e vacinar seus animais para evitar transtornos e possíveis prejuízos”, alerta o secretário da pasta, Almy Junior. Os produtores devem efetuar o cadastro a Secretaria de Agricultura, que funciona na sede da Fundenor, localizada na Avenida Presidente Vargas, 132, Parque Pecuária, das 9h às 17h.
O secretário acrescenta que Campos figura entre as poucas Prefeituras do Brasil que apoia os pequenos criadores de gado nesta campanha com Agentes de Saúde Animal que estão cuidando do processo de vacinação contra três doenças importantes no país que são a Febre Aftosa, a Raiva e as Clostridioses.
As Clostridioses são doenças provocadas por bactérias do gênero Clostridium e que provocam perdas ao produtor.  A Vacina contra as Clostridioses evita por exemplo que o gado seja afetado pelo Carbúnculo Sintomático, Tétano, Botulismo, a Hepatite Necrótica e outras doenças que afetam os rebanhos bovinos, com perdas na atividade do gado de corte e do gado leiteiro.
Fonte : COMUNICAÇÃO PMCG

Publicidade

Anterior

Mortes por covid-19 despencam 95% após vacinação em Serrana

Seguinte

Saúde mantém aplicação de 1ª e 2ª doses da vacina contra a Covid-19 na segunda