Publicidade
SAÚDE

Butantan recebe insumos para 20 milhões de doses da CoronaVac

O Instituto Butantan recebeu na madrugada desta terça-feira (13) cerca de 12 mil litros de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA), matéria-prima para produção da CoronaVac, a vacina produzida pelo Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac.

O avião partiu nesta segunda de Pequim, na China, e chegou ao Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, às 4h30 da manhã.

A carga é suficiente para fabricar 20 milhões de doses da vacina contra a Covid-19. Elas serão entregues ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) de 15 a 20 dias depois que a produção começar.

O governador João Doria (PSDB) acompanhou a chegada do lote no aeroporto e disse que as doses produzidas vão garantir a proteção de brasileiros em todo o país.

“Com essas 20 milhões de doses, nós vamos a um total de 83 milhões de doses da vacina do Butantan sendo entregues para o Ministério da Saúde. Vamos completar as 100 milhões de doses prometidas ao governo federal até 30 de agosto, trinta dias antes do prometido”, disse Doria no desembarque da carga.

Falta de vacina

Na tarde desta segunda (12), a cidade de São Paulo registrou desabastecimento de vacinas contra a Covid-19 em 64 unidades de saúde. O prefeito, Ricardo Nunes (MDB), afirmou, em entrevista coletiva também nesta segunda, que a divulgação dos próximos grupos que serão vacinados está condicionada ao recebimento de mais doses de imunizantes.

Também nesta segunda, a capital começou a vacinar as pessoas com 37 anos ou mais, e este grupo será imunizado até quarta (14). Na quinta (15), será a vez de quem tem 36 anos e, na sexta (16), do público com 35 anos.

O governo do estado anunciou neste domingo que vai vacinar todos os adultos até 20 de agosto, antecipando em 26 dias o que havia sido anunciado anteriormente. Também foram incluídos no calendário adolescentes de 12 a 18 anos, que devem ser imunizados a partir de 23 de agosto.

Segundo o governador João Doria, a antecipação decorre de compra direta de vacinas prontas pelo estado da vacina CoronaVac, da fabricante chinesa Sinovac.

“A antecipação é fruto da aquisição da CoronaVac realizadas pelo governo do estado de São Paulo, sob responsabilidade, custo do estado, junto ao laboratório Sinovac. Nós já havíamos anunciado aqui, aliás, há bastante tempo, que tínhamos adquirido 30 milhões de doses da vacina CoronaVac, do laboratório Sinovac – 2,7 milhões dessas doses já chegaram, já estão no centro que fará a distribuição e a aplicação desta vacina aqui do estado”, disse Doria.

FONTE: G1


Publicidade

Anterior

Novo programa social deve ser lançado em novembro, diz Roma

Seguinte

Fiocruz não cumprirá meta de entregar 100 milhões de doses de vacina em julho