Publicidade
SAÚDE

Butantan entrega hoje à Saúde 1 milhão de doses

O Instituto Butantan liberou mais 1 milhão de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde nesta segunda-feira (14). As entregas voltaram a ser feitas na última sexta (11), quando foi enviado um lote de 800 mil doses.

Com o novo lote, o Instituto totaliza 49 milhões de doses enviadas ao Programa Nacional de Imunização (PNI) desde o início do ano.

Segundo o governador João Doria, uma nova remessa será feita na quarta-feira (16).

Durante coletiva de imprensa na sede do Instituto nesta manhã, o governador manteve a previsão de concluir a entrega das 100 milhões de doses até o final de setembro.

Segundo a coordenador do Programa Estadual de Imunização, Regiane de Paula, do montante enviado hoje ao governo federal, 226 mil ficam para o estado, e será usado para vacinar gestantes.

“Parte delas é para D1[ primeira dose] das gestantes e D2 [segunda dose]. Agora, com esse quantitativo, 226 mil entregues para o estado de São Paulo, as gestantes são nossa prioridade”.

Antecipação do calendário

Questionado sobre o que teria mudado nas últimas semanas para que o governo paulista conseguisse antecipar em 30 dias a promessa de vacinar toda a população adulta do estado, conforme anunciado neste domingo (13), Doria voltou a atribuir o feito ao planejamento, realizado com base no que o estado receberá do Ministério da Saúde.

“Organização, planejamento, orientação, aproveitamento pleno das doses das vacinas, disponibilidade de seringas corretas, das agulhas e um sistema operante com profissionais da linha de frente, especialmente das enfermeiras e dos enfermeiros. Isso tem feito São Paulo o estado que mais vacina no Brasil. Nós já temos, hoje, 19,2 milhões de brasileiros vacinado aqui em São Paulo”, disse Doria.

Retomada da produção

Esta é segunda remessa a ser enviada ao governo federal após retomada da produção da vacina, que chegou a ser paralisada em maio por conta da falta de matéria-prima.

No final do mês passado, o Butantan voltou a receber o insumo e conseguiu retomar o envase do imunizante.

Na semana passada, em coletiva de imprensa, Doria disse que o instituto vai receber 6 mil litros de IFA (Insumo Farmacêutico Ativo), suficiente para produção de 10 milhões de doses da vacina do Butantan, no dia 28 de junho.

A matéria-prima, enviada pela biofarmacêutica Sinovac, parceira do Butantan, passa pelos processos de envase, rotulagem, embalagem e controle de qualidade para que a vacina seja entregue ao PNI.

Fonte: G1


Publicidade

Anterior

Trabalhadores nascidos em setembro podem sacar o auxílio emergencial

Seguinte

Governo do Rio paga 1ª parcela do 13º salário de servidores do estado no dia 30 de junho