Publicidade
ECONOMIA

Bruno Funchal será o novo secretário do Tesouro Nacional

O ministro da Economia, Paulo Guedes, decidiu o nome do novo secretário do Tesouro Nacional. Será o economista Bruno Funchal, atual diretor de programa da Secretaria de Fazenda da pasta.

Funchal irá substituir Mansueto Almeida, que anunciou no domingo que decidiu deixar o cargo. Agora, Mansueto e Funchal vão se concentrar na transição do cargo, que deve ser concluída entre julho e agosto.

O economista Bruno Funchal foi secretário de Fazenda do Espírito Santo em 2017 e 2018, estado considerado um dos principais exemplos de cuidado com as contas públicas.

Atualmente, ele é responsável por acompanhar as relações com governadores e prefeitos no Ministério da Economia. Foi um dos articuladores da proposta de socorro a estados e municípios por conta da pandemia, que gerou atritos entre o governo e o Congresso. Por meio desse projeto, a Economia irá liberar R$ 60 bilhões para os governos regionais.

O objetivo de Guedes é manter as diretrizes de atuação do Tesouro Nacional, com a defesa do teto de gastos e a necessidade de ajuste fiscal. O teto de gastos é a regra que impede o crescimento das despesas da União acima da inflação do ano anterior.

Funchal é formado em economia pela Universidade Federal Fluminense. É doutor pela Fundação Getulio Vargas, com pós-doutorado pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada e professor titular da Fucape Business School. Faz parte do Conselho Fiscal da Caixa Econômica Federal.

O novo secretário tem pela frente o desafio de contribuir com a recuperação nas contas públicas após o estrago feito pelo coronavírus. O Brasil está no sétimo ano de deficit.

As contas vinham melhorando nos últimos anos, mas a necessidade de gastar mais para conter a pandemia e seus efeitos econômicos vai levar o país para um rombo na casa de R$ 800 bilhões neste ano. A dívida vai chegar a marca emblemática de 100% do PIB em 2022, segundo a Instituição Fiscal Independente (IFI).

Fonte: O GLOBO


Publicidade

Anterior

Pedido de impeachment de Witzel é publicado no Diário Oficial do estado

Seguinte

Mercado financeiro espera queda da Selic para 2,25% ao ano