Publicidade
SAÚDE

Brasil receberá mais 4 milhões de doses pelo consórcio Covax, diz Saúde

O ministro da Saúde Marcelo Queiroga afirmou nesta quarta-feira (14) que o Brasil receberá mais quatro milhões de vacinas contra Covid-19 pelo consórcio Covax Facility. A fala foi dita após Queiroga vacinar ministros do governo em uma unidade básica de Saúde no Distrito Federal.

“Ontem estivemos com o presidente da OMS, Thedros Adanon, fizemos gestões e teremos antecipação, não uma antecipação, uma recuperação de doses, amanhã devemos receber 1 milhão de doses do Covax Facility, nas próximas semanas receberemos mais 3 milhões”, disse Queiroga.

“Essas doses já deveriam ter sido entregues antes. Havendo um atraso nas entregas da Covax Facilty, mas temos trabalhado em estreita parceria com a OMS, OPAs, e vamos receber essas doses e receberemos essas doses que virão para agilizar nossa campanha”, completou.

Vacinação de ministros

O ministro compareceu à Unidade Básica de Saúde 1 do Guará onde vacinou o ministro Fábio Faria (Comunicação), Wagner Rosário (CGU) e Luiz Eduardo Ramos (Casa Civil), além do Secretário Gustavo Leipnitz Ene (Desenvolvimento da Infraestrutura do Ministério da Economia).

Queiroga falou também da meta do governo de vacinação contra Covid-19.

“Até o final do ano vacinar toda a população com as 2 doses. Em setembro o objetivo é ter pelo menos 50% da população acima de 18 anos vacinada com as 2 doses”.

Saúde do presidente

Os ministros Luiz Eduardo Ramos (Casa Civil) e Fábio Faria (Comunicação) falaram sobre o estado de saúde do presidente Jair Bolsonaro, que deu entrada hoje no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, com dores abdominais.

“O presidente está no HFA em repouso, foi medicado, falei com o ajudante de ordens dele, ele está bem, tá passando por um procedimento normal de uma pessoa que teve fortes dores às 4 horas da manhã, mas nade de grave até o momento, então graças a Deus ele está muito bem. Repousando que é o que ele precisa”, disse Ramos.

Faria falou que quando houver alguma atualização sobre o estado de saúde do presidente, a pasta irá fazer um comunicado oficial.

“Quando tiver algum resultado, a gente vai emitir uma nota oficial, como foi feito pela manhã. A gente vai deixar todo mundo ciente de todos os passos que serão feitos. Queremos deixar claro que o presidente está bem, descansando e está totalmente medicado”, disse Faria.

FONTE: CNN BRASIL


Publicidade

Anterior

Fiocruz recebe neste sábado remessa de IFA para produção de 10 milhões de doses

Seguinte

Repescagem da vacinação por faixa etária realizada nesta quinta e sexta-feira