Publicidade
DNews

Brasil e Paraguai fecham acordo automotivo em cúpula do Mercosul

Brasil e Paraguai conseguiram fechar, no último dia da cúpula do Mercosul, um acordo automotivo para liberar o comércio de veículos e autopeças en

Um acordo do mesmo tipo foi assinado em junho com a Argentina e já existe um anterior a esse com o Uruguai. A intenção do governo brasileiro e dos demais países é agora integrar o setor automotivo às normas do Mercosul. Altamente taxado, o setor automotivo era uma das exceções do comércio do bloco. O Brasil pretende ainda, ao conseguir adequar os veículos nas regras do Mercosul, trabalhar para reduzir a tarifa externa comum do setor automotivo, que hoje é a mais alta entre todos os setores do bloco, em 35%. O governo brasileiro, no entanto, não deu nenhum detalhe sobre o acordo fechado, como prazos ou cotas. Um dos pontos de contencioso até esta semana era a intenção do Brasil de que o Paraguai abrisse mão da importação de veículos usados, o que o Paraguai não queria fazer. De acordo com o embaixador Pedro Miguel da Costa e Silva, negociador-chefe do Brasil no Mercosul, essa questão teria sido equacionada. No entanto, o embaixador esclareceu que não participou da negociação do acordo e não saberia dar mais detalhes.

O acordo com o Paraguai foi acertado em meio à forte queda nas compras de veículos brasileiros pela Argentina, principal mercado do setor para o Brasil. Nesta quinta-feira, a associação de montadoras brasileiras, Anfavea, informou que as exportações totais de veículos montados caíram 8% em novembro na comparação com o mesmo mês de 2018, para 31,7 mil unidades, acumulando tombo de 33% no ano, a 399,2 mil veículos.

Fonte: Uol


Publicidade

Anterior

Dólar fecha no menor nível em três semanas

Seguinte

Puxada pela alta da carne, inflação é a maior para o mês desde 2015