Publicidade
BRASIL

Bolsonaro leva tombo no banheiro e vai para hospital em Brasília

O presidente Jair Bolsonaro levou um tombo no banheiro na noite desta segunda-feira, bateu com a cabeça, e foi levado para o Hospital das Forças Armadas em Brasília, onde passsou por exames que não detectaram alterações no cérebro. Ele ficará em observação pelo menos até a manhã desta terça-feira, segundo informou o Palácio do Planalto.

Bolsonaro foi primeiramente atendido pela equipe médica da Presidência da República. Ainda segundo a Presidência, Bolsonaro, já no hospital, foi submetido a “exame de tomografia computadorizada do crânio, que não detectou alterações”. A nota é assinada por Ricardo Camarinha, médico oficial da Presidência. A Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom) confirmou as informações sobre o presidente.

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, foi ao hospital para acompanhar a situação do presidente. Pouco antes das 23h, ao deixar o local, Heleno disse que não foi nada grave:

– Não é nada demais – disse o ministro.

O comboio presidencial deixou o Palácio da Alvorada em alta velocidade por volta das 21h10m. Ele foi levado de carro para o local. A ambulância que geralmente acompanha o comboio ficou para trás durante o trajeto.

No último dia 11, Bolsonaro esteve no Hospital da Força Aérea de Brasília (HFAB), onde passou por um procedimento dermatológico. Na ocasião, ele retirou lesões no rosto e na orelha e fez uma cauterização de sinais no tórax e no antebraço. O próprio presidente chegou a dizer que estava investigando a possibilidade de um câncer de pele. No último sábado, ao receber repórteres no Palácio do Alvorada, ele afirmou que os exames não confirmaram a doença. Em junho, Bolsonaro já havia passado por procedimentos semelhantes.

No início do mandato, Bolsonaro teve de se submeter a cirurgia na área do abdômen em decorrência da facada sofrida em setembro do ano passado, durante ato de campanha em Juiz de Fora (MG). Na ocasião, ele retirou uma bolsa de colostomia. Em setembro, o presidente passou por um novo procedimento para a retirada de uma hérnia.

Fonte: O GLOBO


Publicidade

Anterior

Bolsonaro concede indulto de Natal a policiais condenados por crimes culposos

Seguinte

Menino comove a web ao expor desespero da mãe com geladeira vazia