Publicidade
REGIONAL

Barreira Sanitária bloqueia na BR-356 dois ônibus com 90 pessoas vindas de Minas

Equipes de barreira sanitária da Prefeitura de Campos impediram na manhã de hoje (07) que dois ônibus com 90 trabalhadores rurais entrassem no município. O bloqueio foi uma recomendação do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro e do Ministério  Público  do Trabalho que já vinham monitorando o deslocamento desses trabalhadores. O grupo saiu da cidade de Jenipapo de Minas, em Minas Gerais, na tarde de quarta (06) com destino a São Francisco de Itabapoana, onde ficaria hospedado. Os trabalhadores informaram que atuariam em uma usina de cana de açúcar, situada na RJ 224, em Campos.
Toda a ação foi discutida pelo grupo do Gabinete de Crise da Prefeitura de Campos e alinhada com a Prefeitura de São Francisco de Itabapoana em reunião na noite de quarta. A abordagem da equipe de barreira sanitária foi orientada para que ocorresse o bloqueio e a solicitação de retorno dos trabalhadores devido à pandemia da covid-19 e foi acompanhada pelo Ministério Público Estadual, Ministério Público do Trabalho, Polícia Rodoviária Federal, além das equipes que já atuam na barreira sanitária e o Secretário de Segurança Pública de Campos.
De acordo com Felipe Quintanilha, presidente do Instituto Municipal de Trânsito e Transporte e membro do Gabinete de Crise para enfrentamento ao coronavírus, também chamou atenção o risco de contaminação e contágio por parte dos trabalhadores.
 – Estamos passando por uma pandemia e a recomendação do prefeito Rafael Diniz é de que todos os esforços sejam direcionados para a proteção da população. Acatamos a orientação do Ministério Público do Trabalho e do Ministério Público Estadual  para o bloqueio desses trabalhadores já que não há garantia de quarentena para estes profissionais e não há plano de contingenciamento. Além disso, esses trabalhadores vem de fora do estado e passaram por diferentes cidades com grande possibilidade de transmissão do coronavírus – explicou.
Desde o mês de março, Campos mantém barreiras sanitárias em diferentes pontos – BR 101, Aeroporto Bartolomeu Lisandro, Cepop, Sest/Senat e heliporto de Farol. Para a ação recomendada pelo MPT, uma equipe foi direcionada para a BR 356, altura de Furnas.
Abordagens – Com abordagens informativas e de conscientização, as barreiras não impedem o trânsito de veículos e o acesso ao município. No inicio da semana as barreiras contabilizava cerca de 170 mil pessoas abordadas.
Dentre as equipes que atuam nas barreiras estão agentes do Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT), equipes da secretaria de saúde, agentes de combate a endemias do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Guarda Civil Municipal, Superintendência de Postura, Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e Secretaria Municipal de Segurança Pública.
Fonte: ASCOM CAMPOS DOS GOYTACAZES

Publicidade

Anterior

Data da 2ª parcela do auxílio emergencial deve ser anunciada amanhã

Seguinte

Oito novos casos de coronavírus foram registrados nesta quinta-feira em Campos