Publicidade
DNews

Apenas uma das 92 cidades do Rio não tem casos confirmados de Covid-19

O novo coronavírus não dá trégua. O Estado do Rio registrou nesta quinta-feira o maior número de mortes por Covid-19 num período de 24 horas: 197. De acordo com a Secretaria estadual de Saúde, a doença já matou 2.247 pessoas. A quantidade de casos confirmados chegou a 19.467, um aumento de 739 de um dia para o outro. Segundo o boletim, 87 dos 92 municípios do estado já têm casos de pessoas infectadas. No entanto, um levantamento feito mostrou que Trajano de Morais é a única cidade em todo o estado que ainda não tem registro da doença.

Embora não apareçam nas estatísticas oficiais, as cidades de Comendador Levy Gasparian, Duas Barras, Rio Claro e Varre-Sai já confirmaram casos de Covid-19. Cambuci, onde 13 pessoas receberam o diagnóstico da doença, segundo a prefeitura, apareceu nesta quinta pela primeira vez no boletim do estado, mas com apenas um doente.

A prefeitura de Rio Claro anunciou nesta quinta-feira a primeira morte por Covid-19. Mas a cidade já tem 16 pessoas infectadas pelo coronavírus, e há 27 casos suspeitos. O primeiro registro da doença foi em 24 de abril, e, apesar disso, o município nunca apareceu no boletim do estado.

Diretor de Vigilância em Saúde de Rio Claro, Reinaldo Júnior afirma que nem mesmo os casos confirmados por exames feitos no laboratório do estado, o Lacen, foram contabilizados pelo estado.

— Estamos cumprindo todo o fluxo de notificação por meio do sistema do SUS, conforme nos orientaram. Hoje, fechei 87 registros de notificação no sistema, incluindo os casos já confirmados por teste e exame laboratorial, mas nenhum deles foi computado ainda. Sinceramente, não sei explicar (por que o município não consta do boletim) — diz.

Para combater a disseminação do vírus, Rio Claro anunciou nesta quinta-feira que vai fechar os acessos à cidade, deixando apenas uma entrada, por onde só poderão passar moradores e funcionários de atividades essenciais. Medida semelhante foi tomada em Duas Barras, onde a prefeitura já confirmou um caso da doença e espera o diagnóstico de outros três.

Teste rápido em Varre-Sai

Comendador Levy Gasparian, que anunciou nesta quinta-feira o segundo caso confirmado da doença na cidade, também impôs medidas restritivas aos cidadãos e intensificou os serviços de higienização. Em Varre-Sai, onde o primeiro caso foi confirmado há duas semanas por teste rápido, um decreto com ações mais rigorosas foi publicado no início desta semana.

— Embora a confirmação tenha sido feita por teste rápido, que não é 100% confiável, tomamos todas as medidas de isolamento. Aguardamos agora o resultado do exame laboratorial, feito pelo Lacen — diz o secretário municipal de Saúde de Varre-Sai, Rafael Ramos.

Em nota, a Subsecretaria estadual de Vigilância em Saúde diz que coleta os dados nos portais do Ministério da Saúde após inclusão das informações pelos municípios. Mas que, eventualmente, o sistema apresenta “instabilidade”, e ocorre uma defasagem.

Fonte:  O GLOBO


Publicidade

Anterior

Bolsonaro diz que protocolo do Ministério da Saúde sobre cloroquina deve ser alterado nesta sexta

Seguinte

Segunda parcela de auxílio emergencial começa a ser paga na segunda. Veja o calendário