Publicidade
POLÍCIA

Agora é lei: processos de mulheres vítimas de violência terão prioridade de tramitação

Os processos cíveis, criminais e administrativos relativos aos crimes de estupro e feminicídio, enquadrados na Lei Maria da Penha (Lei Federal 11.340/06), terão prioridade de tramitação. A determinação é da Lei 8639/19, da deputada Franciane Motta (MDB), sancionada pelo governador Wilson Witzel e publicada no Diário Oficial do Poder Executivo desta sexta-feira (29/11).

“Não se pode ignorar que muitas comarcas do interior do estado possuem varas únicas e, em muitas outras, as varas acumulam competências, o que contribui para lentidão nos trâmites de processos dessa natureza. Isso envolve um risco à própria vida e saúde das mulheres vítimas de violência”, justificou a autora da medida.

Foto: Banco de Imagens | Texto: Comunicação Social


Publicidade

Anterior

STJ revoga mandado de prisão contra ex-presidente do Paraguai

Seguinte

Agora é lei: Agenersa vai fiscalizar concessionárias de energia elétrica